sábado, 29 de agosto de 2015

Quase 100.
Parabéns Chapecó - SC!
, 25/08/2015, nosso município comemorou 98 anos de emancipação político-administrativa.
Chapecó é considerada a Capital do Oeste Catarinense e atualmente possui uma população com cerca de 210 mil habitantes.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

CEPMF

Descartada no início do ano, a proposta de volta da CPMF, também conhecida como “imposto do cheque”, ganha força no governo para fechar as contas em 2016. Fontes do governo confirmaram que o envio de uma proposta de emenda constitucional ao Congresso Nacional faz parte do conjunto de medidas de aumento de tributos em discussão na elaboração da proposta do Orçamento da União do ano que vem.
Apesar do clima desfavorável no Congresso e na sociedade para um novo aumento da carga tributária, a avaliação é de que a volta do tributo – extinto em 2007, durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva – é indispensável para tirar as contas públicas de um quadro deficitário em 2016, ano em que a economia brasileira continuará em ritmo lento, segundo todas as previsões
Se as medidas de corte dos programas e despesas não tiverem grande alcance para garantir o cumprimento da meta de economia de R$ 43,834 bilhões de 2016, o equivalente a 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB), o governo terá de recorrer a uma dosagem maior de aumento da carga tributária.
O rombo previsto – ou seja, a distância entre o que se projeta hoje de receitas e despesas sem novas medidas em comparação à meta de superávit primário de 0,7% do PIB – é superior a R$ 60 bilhões. O valor é maior do que a própria meta, o que mostra que a equipe econômica começou a preparar a proposta de Orçamento partindo de um déficit primário no fim do ano.
O problema é que o corte de programas e despesas obrigatórias que está sendo definido pela Junta Orçamentária (formada por representantes dos Ministérios da Fazenda, Planejamento e Casa Civil) é muito menor que o necessário para fechar as contas. “É preciso ter um Orçamento com mais imaginação e olhar melhor para a natureza do gasto”, disse uma fonte da equipe econômica. Ele deu como exemplo medidas para reduzir as despesas com benefícios como o auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez.
Por causa do ambiente de alta instabilidade política, não há definição sobre a conveniência de enviar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da CPMF. A proposta está sendo analisada pela presidente Dilma Rousseff. E o governo já tem uma minuta pronta da PEC.

Saúde e educação

A avaliação de pessoas próximas às discussões é de que a medida pode ser aprovada caso os recursos arrecadados tenham destino certo, como, por exemplo, saúde e educação. “Os governos estaduais podem ajudar a aprovar se ela estiver bem detalhada e atendendo a demandas específicas”, disse uma fonte ouvida pela reportagem. O importante é que o dinheiro não seja usado para criar novas despesas.
Ainda não está definido se as propostas fiscais para 2016 serão encaminhadas com o Orçamento. Segundo uma fonte, o governo pode deixar para depois do envio do projeto orçamentário. Algumas medidas já foram anunciadas, como a reforma administrativa e a venda de imóveis da União.
O impasse cresceu nos últimos dias dentro do governo por causa da pouca disposição para aprovar propostas de cortes mais profundos e duradouros nas despesas obrigatórias. A estratégia inicial do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, era a de aprofundar os cortes e as reformas estruturais, mas há uma pressão grande para novas medidas de aumento de impostos para reforçar a arrecadação.
“A conta não vai fechar sem aumento de tributos”, disse um integrante da equipe econômica. Outras alternativas de aumento de tributos estão em análise, entre elas, a possibilidade de envio ao Congresso de proposta para acabar com benefício tributário para a distribuição de Juros de Capital Próprio para as grandes empresas.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

sábado, 24 de maio de 2008

Os Festivais da MPB

Nós daqui podíamos assistir a tudo ou, como a maioria do povo, ouvir pelo radinho. Entao, cada "Festival da MPB" da Record(1) sempre era uma grande cobertura e marcou época também no nosso rádio paranaense. Cobríamos da maneira que dava, e sempre dávamos um jeitinho. Na quinta-feira, eu e o Carlos Rocha íamos para São Paulo acompanhar os ensaios no Teatro para estar seguro na transmissão do sábado. Assim conheci "Os Mutantes", com a Rita Lee carregando instrumentos nas costas para os ensaios. Reencontrei Elis Regina, aquela menina lá do Rio Grande do Sul, vi Jair Rodrigues nos primórdios, e tantos outros. A cobertura, bem..., não havia celular, muitos menos satélite. Era tudo feito com raça, coragem e determinação.

(1) Na década de 1960 começam os chamados "Anos Dourados" da emissora que tornou-se líder na audiência. A partir de 1965 a emissora volta suas atenções à MPB e alcança grandes índices de audiência. Programas como "O Fino da Bossa" de Jair Rodrigues e Elis Regina, Os "Festivais da MPB" vindo da TV Excelsior, e "Jovem Guarda" de Roberto Carlos tinham como objetivo divulgar a música brasileira. Torna-se muito popular na época os Festivais da Música opular Brasileira. Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/TV_Record

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Medicamento controverso

Um medicamento controverso para tratar o baixo desejo sexual em mulheres foi aprovado nesta terça-feira (18) pela agência responsável por regulamentar alimentos e remédios nos Estados Unidos, mas com uma advertência sobre os efeitos colaterais potencialmente perigosos.

A agência FDA rejeitou duas vezes a droga “flibanserin”, produzida pela companhia privada Sprout Pharmaceuticals.
 A decisão atual foi tomada depois que um painel consultivo concluiu em junho que o medicamento deveria ser aprovado junto a medidas rigorosas para garantir que os pacientes estejam plenamente conscientes dos riscos.

O medicamento será vendido sob o nome comercial Addyi.

 Ele foi apelidado de “viagra feminino” em reportagens na mídia, mesmo que não funcione como a pílula masculina Viagra, da Pfizer, que em 1998 se tornou a primeira droga aprovada para a disfunção erétil.

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html