segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Mercado de trabalho!

Os avanços tecnológicos vão eliminar milhões de empregos. O leitor já ouviu essa previsão antes e a história do capitalismo está cheia delas. A diferença, desta vez, é que o alerta vem do Fórum Econômico Mundial, um tradicional defensor do liberalismo econômico.
No relatório “O Futuro do Trabalho”, publicado em janeiro, o Fórum diz que a economia mundial sentirá os efeitos da Quarta Revolução Industrial, que promete ser muito mais rápida, abrangente e impactante que as anteriores. É muita coisa ao mesmo tempo: computação em nuvem, Internet das Coisas, Big Data, robótica, inteligência artificial, impressão em 3D, biotecnologia e afins.
Mercado de trabalho
Até 2020, calcula o Fórum, essas tecnologias vão eliminar 5,1 milhões de vagas em 15 países e regiões que respondem por dois terços da força mundial de trabalho, incluindo o Brasil. A projeção, baseada em pesquisa com executivos de 2.450 companhias, poderá se revelar um fracasso, com os números “reais” ficando muito abaixo ou acima disso. Mas as advertências têm fundamento.
Publicidade
</div> <div id='passback-wbd89548d0f'></div>
Diversos estudos sugerem que, ao longo do tempo, a inovação tem mais efeitos positivos que negativos sobre o nível do emprego. As ocupações extintas são substituídas por outras, ligadas a novos mercados. O problema é que, como os avanços atuais ocorrem num ritmo sem precedentes, a transição tende a ser mais traumática. Quem for dispensado pode demorar mais para se recolocar, engrossando por um bom tempo um exército de desempregados do planeta, estimado em 197 milhões de pessoas pela Organização Internacional do Trabalho

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

IMPOSTO DE RENDA

Nesta terça-feira (2), a Receita Federal divulgou as regras de declaração do Imposto de Renda em 2016 (referente ao ano-calendário 2015). Entenda abaixo o funcionamento do imposto, de acordo com informações do órgão:

QUEM DEVE DECLARAR?

- Todos que tiveram rendimentos tributáveis superiores a R$ 28,123,91 no ano.
- Pessoas que tiveram rendimentos isentos (como a poupança) superiores a R$ 40 mil.
- Quem teve, em qualquer mês do ano, ganhos de capital na venda de bens e direitos sujeitos a incidência de imposto.
Publicidade
</div> <div id='passback-wbb7938a472'></div>
- Quem realizou operações em bolsas de valores.
- Produtores rurais que tiveram receita bruta superior a R$ 140,6 mil no ano.
- Quem pretende compensar prejuízos de anos anteriores.
- Quem teve, em 31 de dezembro, a posse ou propriedade de bens e direitos, inclusive terra nua, acima de R$ 300 mil.

QUANDO?

- A entrega da declaração começa em 1º de março e vai até 29 de abril. O programa estará disponível para download a partir de 25 de fevereiro.

QUANTAS PESSOAS DEVEM DECLARAR?

- 28,5 milhões. No ano passado esse número foi de 27,9 milhões.

TABLET E SMARTPHONE

- A declaração por meio desses dispositivos ainda não tem data para começar porque depende d
- Não podem declarar via tablet ou smartphone:
Quem teve rendimentos tributáveis superiores a R$ 10 milhões em 2015.
Quem recebeu rendimento no exterior.
Quem teve rendimentos com exibilidade suspensa.

DEDUÇÕES

- Desconto simplificado: quem opta pela declaração simplificada tem um desconto automático de 20% limitado, neste ano, a R$ 16.754,34.
- Por dependente: R$ 2.275,08.
- Por instrução: R$ 3.561,50 (por CPF, do titular ou dependentes).
- Por empregado doméstico: R$ 1.182,20 (limitado a um empregado).
- Despesas médicas não têm limite

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html