sexta-feira, 20 de junho de 2008

Equipe 670 de jornalismo

É o seguinte: iniciei a semana relatando experiências na Rádio Cidade (80-82), e não estou recordando os nomes dos programas, aliás como já citei, sempre achei muito inteligente a idéia. Só me correm "Cidade de Pito Aceso", "Cidade Agora" que era o horário do degas aqui, e o "Cidade de Olhos Abertos" com Cláudio Ribeiro. Preciso de nomes dos componentes daquela equipe, pois a bem da verdade, não me recordo de todos. Vai daí, sabedor que o Ulisses tem uma excelente memória e um bom estoque nos seus alfarrábios, pedi ajuda. Consegui então, muitas e valiosas informações, as quais reproduzo:

"Equipe de programação:
1. Cidade de Pito Aceso (das 4 às 6 hs) - Zé do Pito, primeiro foi o Paulo Gonçalves, depois um cunhado do Luiz Ernesto, o Antonio Augusto Fiorenzano.
2. Cidade Acorda Cedo - Maurício Nasser
3. Jornal da Cidade - Paulo Ernani, Sérgio Luiz, Amauri Tomé
4. Cidade sem Censura - Cândido Martins de Oliveira
5. Correspondente da Cidade - Sérgio Luiz
6. Cidade - Reginaldo Loyola
7. Cidade Livre - Enéas Faria
8. Cidade - Toni Mineiro
9. Cidade Agora - Paulo Branco
10. Correspondente da Cidade - Amauri Tomé - depois Ulisses Guerra
11. Cidade - Jurandir Carioca
12. Correspondente da Cidade - Paulo Ernani
13. Cidade de Olhos Abertos - Cláudio Ribeiro

Equipe de Reportagem:
1.Cidade no Aeroporto- Carlos Alberto
2.Cidade na Polícia - Ricardo Chab
3.Cidade nos Transportes - Alceu Paraná (Bodot)
4.Cidade na Cidade - Bandeira Filho
5.Cidade nos Esportes - Silvio Roberto (de Tarso)"

E segue o relato do Ulisses:
"
Tínhamos como Redatores o Vanderlei Rebelo, o Roberto Guidali e o Eliseu. Na Produção, a Cláudia Paciornik, o Caco Guimarães e a Débora Jankielewicz. Logo apos, numa segunda fase, entraram o Jamur Junior e o Nelson Martins, e saíram Cândido Martins de Oliveira, Enéas Faria, Amauri Tomé, Paulo Ernani, Sérgio Luiz e o Algacy Túlio. Lembro também, de outros componentes da equipe: o Paulino Viapiana, que era um dos operadores da Rádio e atualmente Presidente da Fundação Cultural de Curitiba, e o Tuiuti, outro grande operador da equipe 670 de jornalismo. Ainda faziam parte da programação a Dirce Alves , astróloga, e a Maria de Lourdes Montenegro. O Diretor Geral era o Jair Brito, o Gerente era o Luis Ernesto Pereira Alves. Alguns não lembro dos nomes completos, mas lembro das pessoas. Me falta o nome do programa do Loyola e do Mineiro (tá vivo ainda?). Lembrando mais, te passo, por enquanto é isso."

Diante da pergunta do Ulisses e para agradeçer a colaboração, respondi:
"
Não tenho noticias do Toni, a última vez que estive com ele foi na Rádio Nacional, e olha que faz alguns anos. Quem morreu foi o Amauri, tinha um problema congênito no coração. Trabalhamos juntos no Palácio Iguaçú, até que entrou outro governo e dispensou a equipe do Lerner. Carioca também morreu, estava trabalhando no interior. O Nasser, você sabe que morreu. Mas chega de falar, morreu... morreu... Quando me perguntam quantos irmãos eu tenho, digo que são 9. Aí o interlocutor me pergunta: - Todos vivos? Respondo: - Não, o único vivo sou eu..., os outros todos trabalham. Obrigado pela grande ajuda. Vejo que está com a memória afiada. Parabéns."

Colaborou: Ulisses Iarochinski http://iarochinski.blogspot.com http://www.ui.jor.br
Contate Ulisses Iarochinski: uli@ui.jor.br

Contate Paulo Branco :
contato@paulobranco.com ou pbradialista@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html