terça-feira, 12 de maio de 2009

Francisco Cunha Pereira Filho:Visão e Realização


Fonte: www.jws.com.br  19/03/2009 - por José Wille   

O Dr. Francisco Cunha Pereira Filho vai ficar na história do Paraná por uma maneira completamente inovadora sobre a comunicação: A participação efetiva do jornal e da rede de televisão que dirigia nos grandes desafios que o nosso Estado enfrentou. Uma ação transformadora, através da força da comunicação.

         Antigamente, no Paraná, um veículo de comunicação era visto apenas como mais uma empresa para dar lucros ou para defender este ou aquele grupo político. Tradicionalmente cada grupo tinha um jornal ou uma rádio para usar em suas disputas contra os adversários políticos a cada eleição.

         Nos anos 60, quando a TV Paranaense canal 12 e a Gazeta do Povo, foram compradas pelo Dr. Francisco Cunha Pereira Filho, em sociedade com o empresário Edmundo Lemanski, houve uma importante transformação.

         Além do crescimento e da modernização dos dois veículos, que passaram a ser os mais importantes do Paraná, a TV Paranaense e a Gazeta do Povo começaram a trabalhar em sintonia com uma nova visão estratégica que o Dr. Francisco trazia para o Estado. Independentemente de quem estivesse no governo, a Gazeta e TV Paranaense faziam intensas campanhas que realmente trouxeram grandes resultados para o Paraná.

         Como a campanha contra a divisão do Estado, pelos Royalties de Itaipú, a passagem do gasoduto pelo Paraná, a exploração do xisto para produzir petróleo, a modernização do Aeroporto Afonso Pena como porta de entrada para nossa economia e a presença em campanhas contra a fome, e de apoio à população nos momentos de dificuldades por cheias ou secas. E sempre com a abertura de espaços para cada entidade assistencial que precisasse.


         Outro ponto de destaque foi o fortalecimento da Universidade Federal. Vi uma vez o Dr. Francisco comentar com emoção sobre o que sentia ao passar diante do prédio histórico da Universidade Federal, na Praça Santos Andrade. Universidade que teve o trabalho de seus familiares desde a fundação. Onde ele foi por muito tempo integrante do conselho de administração. E onde começou como estudante de Direito e líder estudantil.

         Como jornalista na TV Paranaense, tive a oportunidade de conhecer o Dr. Francisco já no primeiro dia em 1984. Apesar de ser apenas um jovem profissional, terminando a Universidade, antes de começar a trabalhar já fui convidado a ir a sala dele, onde falou sobre sua visão de jornalismo e sobre a empresa. Dessa forma percebi, logo no início, o respeito que ele tinha pelos seus colaboradores.

           E vi essa mesma atenção dez anos depois, ao sair do canal 12, quando novamente ele me convidou para ir à sala da direção, com  a mesma cortesia e agradecimento pela permanência na sua empresa. Lembro estes fatos para registrar que sempre foi assim vi o Dr. Francisco tratar cada colega de trabalho:  Muito educado e respeitoso, mas sem deixar de ser exigente, quando se tratava de qualidade.

         Ele acompanhava cada momento do jornal e da TV. Na produção do programa "Bom Dia Paraná" eu recebia seguidamente um telefonema dele antes das sete da manhã, quando o tema era o nosso Estado. A preocupação era sobre a melhor forma de conscientizar o paranaense, através das entrevistas do programa, sobre as questões que realmente poderiam trazer desenvolvimento e resultados.

         Em sua sala, na direção, recebia todas as entidades que necessitassem do apoio da Gazeta e da TV Paranaense em suas campanhas beneficentes. Todos eram atendidos, sempre com a mesma atenção.

         Na TV ele caminhava cumprimentando os funcionários um a um, sempre com um aperto de mão. E seguidamente estava na ilha de edição  para acompanhar pessoalmente a finalização de reportagens sobre assuntos que tivessem importância para o Estado.

          O mais importante a registrar é que o Dr. Francisco Cunha Pereira Filho teve uma visão sobre a função social da imprensa e sobre a responsabilidade social das empresas muitas décadas antes que esta preocupação surgisse no Brasil. E uma visão estratégica, adiante do seu tempo, sobre o futuro do Paraná, e os caminhos para preparar este futuro. Tinha orgulho do Paraná e  realmente se empenhava por este Estado.

            E ao mesmo tempo tinha a visão e a capacidade administrativa para fazer de seu grupo um sucesso empresarial, grupo várias vezes homenageado fora do Paraná, pelo desempenho e crescimento. E isso foi importante para manter a nossa comunicação verdadeiramente paranaense, voltada aos interesses locais, evitando a entrada de grupos e interesses externos.

            O Dr. Francisco da Cunha Pereira Filho se vai, mas deixa como importante obra um grande grupo de comunicação bem-sucedido e participativo, que construiu com seu sócio Edmundo Lemanski. E este grupo certamente vai manter esta visão estratégica e paranista . Ficam também os filhos que tiveram um grande preparo e grandes exemplos a seguir, para prosseguir nesta missão em favor do Paraná.

 

                                                                                           José Wille


Clique e escreva para: pbradialista@yahoo.com.br
Clique abaixo e subescreva o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Bookmark and SharePingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google Reader Add to Technorati Favorites
Subescreva Blog do PB

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html