sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Flavio Arns: quem traiu quem?

Fonte: José Daniel - o Jacaré - único articulista do Blog Da Boca do Jacaré,

Infelizmente o Flávio Arns tem alguma razão no seu depoimento. Eu, ainda, sou filiado ao PT. Já tive cargos no Diretório Regional da Boa Vista, onde a Noemi (jacaroa) foi presidente. Já tive cargos de direção no Diretório Municipal de Curitiba, sendo o último como Secretário Geral. Sempre participei e militei pensando nos princípios fundamentais do PT. Até que discordei. Pronto! Virei inimigo, vejam bem, inimigo de estado. Alguns petistas tratam o pessoal do PFL-DEM, os tucanos, e outros tantos que nós criticávamos, como adversários. E nós, do Partido, somos inimigos. Somos perseguidos, humilhados, achincalhados. Até que a gente vá embora. Esquecem os vários anos que colocamos a nossa casa como diretório, tirando a liberdade da nossa família. Esquecem o quanto trabalhamos como voluntários e tirando dinheiro da nossa família para ajudar o PT a mudar o país e as próximas gerações. Digo e repito, não estou generalizando. Acho que o LULA fez e o que pode e tem boas intenções. Tem a tal governabilidade, e eu concordo. Senão como poderia aprovar projetos numa casa, o Congresso Nacional, onde a maioria é ligada a grandes Bancos, usineiros, latifundiários, empreiteiros, industriais e por aí vai. O que menos tem lá é sindicalista, professores, ambientalistas, médicos, pedreiro, empregado doméstico e outros representantes assalariados, formal ou informal e desempregados da sociedade. O Congresso Nacional, deputados e senadores, tem o que o povo colocou lá. Não adianta reclamar agora. Só nos resta mudar na próxima legislatura, e acompanhar o desempenho daqueles em quem votou. Mas o povo reclama, fala mal, fica decepcionado e depois, faz tudo errado. Último domingo, vendo o programa "Pânico na TV" e o quadro do Repórter Larápio, assisti entrevistas nas ruas em que o repórter pedia opinião sobre o Sarney. Quase todos xingavam, criticavam e "cuspiam fogo". Na sequência, o repórter simulava e pedia ao câmera para desligar. Então dizia que trabalhava para o Sarney e daria R$ 20,00 (vinte reais) para o entrevistado falar bem do Sarney. A grande maioria aceitava a caixinha (suborno) e o repórter voltava a fazer a pergunta. Daí vinham as respostas: -"o Sarney está certo, certíssimo. Nós do povo estamos com ele, Parabéns Sarney.", e outras respostas do tipo. Que povinho, hein! Ao final, toca uma música que diz: -"... parabéns coronéis...". Vergonha de quem, cara-pálida Flávio Arns? Do Sarney, que não é culpado sozinho e não é santo, afinal nos atos secretos estavam presidindo o Senado o ACM, o Jarbas, o Renan, o Garibaldi, o Tião e o Sarney três vezes. Não vi em nenhum momento o senhor falar do Coronel Artur Virgilio do PSDB, que também foi arquivado. Nada ouvi do senhor, sobre o homem do castelão, lá das minas gerais. Do Álvaro Dias então, ninguém fala, é protegido da imprensa, exceto uma única reportagem na revista Época, citando que o "queridinho" não declarou R$ 6.000.000,00 (acho que acertei os zeros, são seis milhões mesmo) no Imposto de Renda. Meu caro Flávio, você não tem vergonha da população que faz a mesma coisa ou pior? Não te dá vergonha, ou você concorda, ou quer o voto depois e não fala mal? E você meu caro senador em que eu votei, veio do PSDB no último momento, dizendo que o FHC traiu o povo. Você teve vergonha do FHC? Agora diz o mesmo do LULA. Pensa bem nas suas atitudes, e veja bem, quem traiu quem. E dizem que o Congresso representa a sociedade. Não acho, pois como citei, o que mais tem lá é figurão, rico ou enriquecendo. Não desviei o assunto não. O Flavio Arns fala que está envergonhado com o PT. Mas quando saiu do PSDB, não fez discurso estrondosos no Congresso e na imprensa. Eu estou envergonhado com o PT, mas pior ainda, envergonhado e ultrajado com vários outros partidos e com o nosso povo brasileiro, na questão eleitoral. Pior ainda são aqueles partidos que ficaram 50 anos no poder e agora mudam de nome, dando uma de santinhos. Sim, o DEM é nada mais nada menos que parte ou descendente ("indecente") da antiga ARENA, depois PDS, depois PFL e agora "democratas". É um partido sem criatividade ao copiar o nome dos norte americanos, ou assumiu de vez que era "pau-mandado" dos americanos todo o tempo que esteve no poder, da ARENA ao FHC. Já o PSDB, iniciou com proposta boa, com um grande grupo que saiu do PMDB, entre eles o Governador José Richa, o FHC, o Serra e outros. Deu no que deu. FHC traiu a nação entregando patrimônio e direitos dos brasileiros, a preço de banana. Remendou a CLT e tirou grandes conquistas dos trabalhadores. Tirou direito dos aposentados e tantas outras maldades. Inocente ele não é e não era, afinal, esteve na Sourbone. Sabia o que fazia. Privatizou, entregou patrimônio construído e mantido com nosso sacrifício. Se o Serra ou o alquimista tivessem ganhado, hoje não teríamos mais o Banco do Brasil, a Caixa, a Petrobrás e tantos patrimônios que foram salvos e cresceram no governo LULA. O lema FHC-SERRA era: vamos vender, pois sendo privados são competentes, dão lucro. E dá-lhe a grande mídia "fazendo" a cabeça do povão. Goebels sorriu lá do inferno. Ledo engano meu caros tucanos-pinóquios, pois senão o Zé Eduardo e FHC no jatinho do Bamerindus, não teriam quebrado o banco e patrimônio paranaense. Os Magalhães não teriam quebrado o Banco Nacional. E muitos outros bancos privados que se foram. Quem é melhor hoje, a COPEL que nós conseguimos segurar como patrimônio público, ou as elétricas de São Paulo e Rio de Janeiro que o FHC entregou e hoje cobram tarifas maiores, não têm investimentos, vão quebrar e serão estatizadas novamente. Esse é o novo lema dos capitalistas. E cadê a tal malha ferroviária moderna que teríamos? O lema deles era balela, tal qual falavam para nosso irmãos argentinos. Hoje por lá, apagão é diário, mas nada se fala por aqui. A água torneiral é impossível de ser tomada, mas está privatizada. Quem é melhor, a SANEPAR que o Lerner entregou para os franceses e agora voltou para o povo paranaense, ou as companhias privatizadas na Argentina, ou mesmo por aqui em alguns Estados ou Municípios brasileiros? O lema "fhcziano" a mando dos Democratas e Republicanos norte-americanos era privatizar para melhorar. Meu lema sempre foi: Privatizou, piorou! O problema não é ser Privado ou Público. A solução é simplesmente gerenciar bem e não roubar. Caso contrario, quebra, seja público ou privado. Essa é a lei, pelo menos no mundo capitalista. O FHC governou com PFL-DEM e PMDB juntos, e dizia que era para ter a governabilidade. Era um governo centro-direita, mas muito mais um governo de direita. Agora o LULA, com mesmo discurso, governa com o PMDB, o que é bem melhor, afinal ainda tem os "velhos de guerra". E governa com bons partidos como o PV, o PCdoB, o PDT, o PSB e outros centro-esquerdas. Mas é um governo de centro, pois com os tais PR, PL e outros "pês". Pior mesmo, é o PSOL da ex-petista Heloísa Helena, que se junta ao que há de pior na direita, e atacam o governo LULA. Poderiam contestar, ser oposição, mas nunca abraçar e tirar foto com o inimigo. Mas o senador Flávio Arns não tem vergonha disso e outras coisas lá no Congresso nacional, só tem vergonha do PT. Acho que não tem vergonha do PSDB, pois quando saiu e veio para o PT, não me lembro de discurso algum do caro senador. Bem voltando a "los inimigos" do PT, o PT trata muito mal aqueles que não são do grupão. O PT é pior no tratamento com petistas e ex-petistas. Se você é do grupão, o tal Grupo Majoritário, ou coisa parecida, eles te dão o mel. Se você discorda, lá vem a abelha, o zangão, a vespa e tudo que possa ferí-lo. Até a morte. Tipo coisa do antigo "paredão" e outros métodos stalinistas. Senador Flávio Arns, você tem razão ao dizer verdades sobre o PT, mas lembre-se de avisar o próximo partido, das suas atitudes anteriores no PSDB e no PT. Ou não seria melhor o senhor aliar-se ao que é bom dentro do seu Partido e combater os imorais? Qualquer Partido que o senhor escolher, vai ter maçã boa e maçã poder. Vai ter gente com castelo, vai ter latifundiário que desmata a amazônia, vai ter parlamentar que esconde milhões do Imposto de Renda, vai ter vereador bêbado, que flagrado diz que usou "gel" para limpar as mãos e a boca, vai ter coisas secretas, vai ter manipuladores, vai ter gente comprando e vendendo ilusões e tudo aquilo que acontece nos Partidos. Mas acho que algum Partido vai te escolher, devido seus votos e depois, bem, são todos iguais. Reflita caro senador Flávio Arns, que tal não filiar-se a Partido algum? Que tal, presentar-se e pedir a desfiliação do PT, bem no dia do seu aniversário, em 09 de novembro? Ah..., lembro, vai perder a boquinha atual. Eu sempre defendi que o pagamento dos parlamentares fosse pela sua profissão de origem, ou explicando, quem paga o salário seria o empregador anterior. Cito meu caso que quando liberado para o movimento sindical, quem pagava meu salário era meu empregador. Então, se o parlamentar fosse bancário, o Banco pagaria o mesmo salário que o parlamentar eleito ganhava no Banco. Se fosse professor, ganharia tal qual em sala de aula e assim por diante. Se o parlamentar eleito é dono de indústria, banqueiro, fazendeiro ou seja, patrão, nada melhor que a sua empresa ou organização pagar o salário, aliás, muito bom. Hoje o patrão continua recebendo da sua empres, e ainda recebe duplamente, recebe verba do povo brasileiro. Mas, quem aprovaria uma emenda constitucional dessa? Eles querem ganhar em dobro, triplo e ficar milionário. Mas o mundo não acaba, caro senador. A senadora Heloísa voltou para sala de aula, o Padre Roque também. Eu não tenho nenhum cargo mais no PT, voltei para o Banco que eu trabalho a mais de 25 anos, adoeci e estou de licença pelo INSS, mas não me desfiliei. Acho que depois de tudo que está acontecendo, vou me desfiliar do PT, mas não vou para outro Partido não. O mundo não acabará, continuarei a levar minha vida, mais tranquila agora, e vou continuar com minhas convicções e ideais. Espero me reabilitar e voltar ao trabalho, até a aposentadoria e espero mais, que o governo LULA reconheça e faça justiça para com aposentados. Seja mais justo, siga o que o PT tem na carta de fundação, "ser fraterno e lutar por justiça social". Então não rasgue os princípios e a carta do PT, e acerte o tal Fator Previdenciário. Continuo acreditando nas instituições e quero um Congresso, uma Assembléia Legislativa e uma Câmara de Vereadores que realmente representem os interesses do povo brasileiro. Se houver justiça, que o pagamento deles não seja através da nossa contribuição imposta. Segue vídeos, do discurso do senador Flávio Arns e do Repórter Larápio, para reflexão. Eu vi, ouvi e entendi. Da minha maneira, afinal, é um país "quase" livre, pois parte da imprensa é comprada, está nas mãos de grandes grupos empresariais e representam seus interesses. Como ser livre com imprensa que manipula a opinião pública, omitem ou mentem sobre fatos, têm jornalistas que recebem mensalão para falar bem ou mal, mudam uma eleição presidencial, não é mesmo Kane? Livre mesmo, é a tal da internete, pois acabei de escrever e publicar exatamente o que quero. Se jornalista da Gazeta do Povo, esse meu artigo faria o Chico Beleza remexer-se no túmulo, e eu estaria despedido.

Fonte: José Daniel - o Jacaré - único articulista do Blog Da Boca do Jacaré, e editor do Blog do Paulo Branco Radialista

Discurso do Flávio Arns: O PT jogou a ética no lixo.



Reportagem do Larápio: quem gosta do Sarney, ou passará a gostar?




Clique e escreva para: pbradialista@yahoo.com.br

Clique abaixo e subescreva o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Bookmark and SharePingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google Reader Add to Technorati Favorites

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html