segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Você não sabia, mas já existe: como preservar as vitaminas dos sucos

Márcio Gomes mostra o trabalho de pesquisadoras da Embrapa, que conseguiram comprovar que, quanto mais ácido o suco, maior a quantidade de vitamina retida nele.

temas relacionados

sucos Bom Dia Brasil jornalismo Consumo Embrapa saúde pública Rede Globo alimentos e nutrição saúde e medicina

Link: Bom Dia Brasil

Aproveite e visite, escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Ou escreva para o PB : pbradialista@yahoo.com.br
Bookmark and Share Pingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google Reader Add to Technorati Favorites
Subscreva Blog do PB

Atalaia, a Rádio do Coração de muita gente

"Obrigado amigos atalaianos, em nome de todos aqueles amigos que trabalharam na Rádio, que hoje tenho certeza é a RÁDIO DO CORAÇÃO de muita gente"
Já relatei aqui minha participação em grandes equipes formadas no Rádio de Curitiba, todas elas com integrantes da melhor qualidade, modéstia à parte. Éramos profissionais atuantes em todas as modalidades, do esporte ao jornalismo e entretenimento, dentre as quais sempre me refiro às Rádios Independência (1964), Guairacá (1968) e Cidade (1982). Atuei também em outros prefixos, como as Curitibana, Cultura, Emissora Paranaense e Atalaia. Sobre a Atalaia, lembro que tinha em sua equipe excelentes profissionais, cujos nomes não eram citados no ar, pois era uma programação especialmente musical. Consistia basicamente no sistema de uma música, do prefixo e da hora certa, e só um texto de propaganda. Assim, que na década de 1970, a Atalaia aparecia nas pesquisas do IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Publica e Estatística) sempre em 1º lugar, na faixa dos 20 pontos acima da segunda colocada, um assombro, tanto que até hoje recebo comentários em nosso blog, relativos à imensa audiência. Um comentário recente é do Alexandre, contando a saudade e tristeza por não mais existir a AAATTTAAALLLAAAIIIAAA. É incrível, mas a Rádio Atalaia ainda mantém audiência nos corações de seus ouvintes, que hoje estão 30 anos mais velhos, mas não a esquecem e nos pedem áudio da época. Não é fácil, cabe-nos continuar pesquisando para encontrá-los, se é que existem. Obrigado amigos atalaianos, em nome de todos aqueles amigos que trabalharam na Rádio, que hoje tenho certeza é a RÁDIO DO CORAÇÃO de muita gente. Garanto que estejam aonde estiverem, aqueles radialistas estão felizes por terem participado de algo tão maravilhoso e inesquecível. Obrigado a você que nunca nos esqueceu. Abraços do PB

Paulo Branco, "amor, salud y plata"

Visite e escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Ou escreva para o PB : pbradialista@yahoo.com.br

domingo, 29 de novembro de 2009

Prazo de validade, ainda há remédio?

Mais uma vez, a imprensa paranaense levanta o problema do que fazer, com remédios fora do prazo de validade. Por aqui, até um reservatório de água foi atingido por resíduos de remédios que foram jogados no lixo. Isto me faz lembrar de uma entrevista que fiz com o então deputado federal pelo Paraná, Braga Ramos, feita para a Rádio Atalaia em 1975. o deputado Braga Ramos mostrava-se aborrecido, porque não conseguia fazer com que um projeto de sua autoria fosse levado a votação em plenário, por causa dos lobbies dos grandes laboratórios. Seu projeto determinava a venda de remédios na dose certa, ou seja, envelopes, frascos e demais produtos embalados em frações. Exemplo: o médico receita 2 comprimidos durante 10 dias, mas acontece que a caixa tem 30 ou até 40 comprimidos, e ai o que fazer com as sobras. Vai para o lixo! Ou então, fica na gaveta e por vezes, volta a ser utilizado e com prazos vencidos. O caro deputado não conseguiu decolar o projeto e morreu sem conseguir. Pesquisando sobre o assunto, achei uma matéria que retrata o problema: "Numa farmácia de Brasília, os remédios encalharam; caixas estão há dois anos nas prateleiras. Como a validade dos comprimidos está perto do fim, eles vão ser devolvidos para o laboratório. O técnico patologista Tárcio Olavo Ferraz vai à farmácia todos os meses, mas diz que não tem o hábito de procurar pelos remédios fracionados, mesmo quando precisa. “Nunca comprei, nunca pedi”, conta. A falta de procura é apenas um dos problemas do decreto que tornou facultativa a fabricação de remédios fracionados. Publicado em 2006, ele permite que o consumidor compre exatamente a quantidade de comprimidos receitada pelo médico. Além de reduzir os gastos, a medida evitaria o desperdício e a automedicação. Mas o interesse dos laboratórios tem sido pequeno. Em dois anos, apenas 171 medicamentos para a venda individualizada foram registrados na Anvisa, a agência que fiscaliza o setor – e ainda assim, os que estão disponíveis nem sempre atendem a necessidade do consumidor; por isso, têm pouca saída. Na Câmara, o projeto de lei que regulamenta o decreto tornando o fracionamento obrigatório está parado.". A matéria, publicada em 08 de fevereiro de 2008 - Jornal Hoje - Medicamentos fracionados -, demonstra as dificuldades e o descaso em relação ao assunto. A pouco tempo, o assunto voltou a baila e deu em nada, mais uma vez. Agora, véspera de eleições talvez alguma coisa seja feita. Vamos torcer para que aconteça o milagre. Duvido, mas não perco a esperança. Braga Ramos, sua idéia ainda não morreu. Ainda há remédio!


Visite e escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Ou escreva para o PB : pbradialista@yahoo.com.br
Bookmark and Share Pingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google Reader Add to Technorati Favorites
Subscreva Blog do PB

sábado, 28 de novembro de 2009

Soldado dsconhecido



por Ubiratan Lustosa


Os homens, numa obra-prima de sua ignorância e de sua loucura, inventaram as guerras.
E começaram a se matar, destruindo-se impiedosamente, cada vez com mais ansiedade, cada vez em maior número.
Num requinte de sua maldade os homens aperfeiçoaram os engenhos bélicos, multiplicando a sua força destruidora para matar mais e mais depressa.
Com variados pretextos as guerras se sucedem por todo o mundo, num fratricídio cada vez mais assustador, cada vez mais cruel, cada vez mais insano.
Ao longo dos tempos muitos soldados tombaram nos campos de batalha. Alguns cobertos de glória pelo valor demonstrado, pelo heroísmo de suas ações, pela abnegação com que deram suas vidas por uma causa que muitas vezes eles nem conseguiram compreender. E morreram, muitas vezes sem se dar conta de que eram vítimas da incompreensão de líderes, alguns dos quais sanguinários, corruptos e com tresloucados sonhos de hegemonia.


Nem todos os soldados, porém, morreram assim gloriosamente, ficando seus nomes na História de seus países como exemplos de patriotismo e bravura.
Outros, em número imensamente maior, morreram anonimamente, sem que se soubesse sequer os seus nomes, e quando não ficaram expostos ao apetite dos abutres tiveram para seu descanso a vala comum dos desconhecidos.
Por mais valentes que tenham sido, muitas vezes não se soube o que fizeram, como lutaram, com que coragem enfrentaram aqueles que alguém lhes disse que eram seus inimigos.
Não houve toque de clarim no seu sepultamento.
Não houve salva de canhões no momento em que desceram à sepultura.
Não houve discursos, não houve homenagens.


Soldados desconhecidos, um dia alguém se lembrou de enaltece-los.
A ideia foi aceita, a intenção foi compreendida e por todo o mundo surgiram monumentos em honra ao SOLDADO DESCONHECIDO. 
E foi escolhida uma data para homenageá-lo, sem preocupação quanto a sua nacionalidade, sem que se leve em conta a guerra em que tombou, sem que se considere o motivo da hecatombe da qual foi personagem e vítima.

28 de Novembro - DIA DO SOLDADO DESCONHECIDO.

Muitos prestam nesse dia as suas homenagens a essa vítima anônima da estupidez humana.
É provável que haja muitos toques de clarins, muitos discursos em frente a monumentos ornamentados com flores, muitas palavras de louvor a esse soldado que morreu no anonimato.
Talvez alguém se lembre que esses soldados deixaram mães inconsoláveis, esposas angustiadas, filhos na orfandade.
Poucos, no entanto, lembrarão de rezar pelas suas almas.
Façamos isso, pedindo a Deus por eles, pedindo ao Criador que abençoe a todos os soldados desconhecidos, de todas as guerras, de todos os países.
E que sirva esse dia que lhes é dedicado para uma reflexão sobre a insensatez humana que continua produzindo guerras e aumentando o número de soldados desconhecidos.

Que Deus dê juízo aos líderes mundiais, para que não se percam vidas inutilmente e haja concórdia e amor na face da terra.


Visite e escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Ou escreva para o PB : pbradialista@yahoo.com.br
Bookmark and Share Pingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google Reader Add to Technorati Favorites
Subscreva Blog do PB

Idosos esbanjando saúde

Seu João é um senhor de 84 anos. Maratonista desde os 68, serve de exemplo para a família, amigos e toda a cidade de Rezende, no sul do Rio de Janeiro. Ele quer chegar aos 100 anos correndo!


temas relacionados

idosos Globo News Via Brasil jornalismo sociedade e comportamento terceira idade saúde e medicina maratona

Link: Via Brasil


Aproveite e visite, escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Ou escreva para o PB : pbradialista@yahoo.com.br
Bookmark and Share Pingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google Reader Add to Technorati Favorites
Subscreva Blog do PB

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

História da Radiofonia Paranaense.Confira depoimentos este mês.


fonte: Coluna Juk - Horahnews - quarta-feira, 25 de novembro de 2009


Comecei minha carreira na imprensa nos turbulentos anos 60 trabalhando como rádio-escuta na Rádio Colombo, para o Departamento de Rádio-Jornalismo. O comando era do saudoso amigo e professor Danilo Cortes.

Mas o convite tinha sido feito pelo, também saudoso, jornalistaDivonei Campos. Além de Ervin Bonkoski, o “dono” da rádio, conheci o José DomingosAirton Cordeiro, o Antonio Carlos (o Quati). Mais tarde o Zair Lourival Schuster (acho que é assim que se escreve, mas a pronúncia está certa), Almir Feijó, Antonio de Jesus, o hoje poeta Wilson Bueno, Abel Scuciattoe tantos outros.
E porque lembrar esses fatos?

É que no próximo dia 1º.de dezembro (uma terça-feira), começam as apresentações dos especiais “DEPOIMENTOS DO RÁDIO PARANAENSE”.

E olhando os nomes, me transportei ao passado lembrando o início da minha carreira. Agora terei a oportunidade de encontrar pessoas que fazem parte da história do rádio paranaense, como o competente Ubiratan Lustosa, o Paulo Branco,Pedro Washington, Lais Man, Danilo D’Avila, Jamur Junior Chain e tantos outros. Vale a pela conferir. O ingresso é gratuito.

Começa às 19 horas no CINEVIDEO1 - Rua Padre Anchieta, 458, Mercês - (Auditório Kastrup). É um depoimento por dia, com duração de 60 minutos cada.

E aqui vale um parêntese sobre o Ubiratan Lustosa.

Ubiratan Lustosa no Estúdio da Rádio Marumby,da Travessa Marumby,em 28 de novembro de 1952

Governadores Bento Munhoz da Rocha e Irineu Bornhausen, na divisa entre o Paraná -Santa Carina, na inauguração da linha telefônica Curitiba-Joinville. Ubiratan Lustosa transmitindo o evento

Para não estender muito, ele é advogado, publicitário, poeta, jornalista, teatrólogo, radialista e dono um acervo histórico do rádio paranaense. Basta acessar o link http://www.ulustosa.com/AutorCapitulos1-2.htm e viajar pelo mundo do rádio, com textos e fotografias. Vou resumir, em muito, algumas coisas sobre o Ubiratan.

Ele começou a atuar como locutor, em fase experimental, no final do ano de 1948, na Rádio Marumby , que havia completado dois anos de fundação. Em 1º de Setembro de 1950 foi contratado definitivamente. Já como Diretor Artístico dois anos depois, lançou o programa de auditório "Grandes Recitais" que apresentava artistas líricos de Curitiba, integrantes do "Grupo Experimental de Operetas" comandado pelo Maestro Wolff Schaia. Participavam, dentre outros, o tenor Felipo Barani, a soprano Isis Rocha. De âmbito internacional, atuavam o tenor Lubo Matchiuk e a soprano Lia Matchiuk. (violinista).

Ubiratan Lustosa como Diretor da Rádio Clube Paranaense

Já em 1° de setembro de 1.957 passou para a rádio Bedois.Depois de ser nomeado Diretor Artístico nos anos 60 passou a Assistente da Superintendência, da Rádio Clube Paranaense e em seguida assumiu a função de Diretor Superintendente, nomeado pelo Dr. Ruy C. Santos, que assumira a Presidência da emissora.

Ubiratan permaneceu na Rádio Clube até o final de 1.991. Mas a história não pára aí... Acesse http://www.ulustosa.com/ e saiba mais. Ali encontram-se mais de 300 fotos de radialistas que atuaram nas três primeiras emissoras de Curitiba e que fazem parte da “História da Radiofonia Paranaense”.
Há, também, fotos de artistas que aqui vieram atuar e ajudaram a escrever essa história.
Vale a pena “zapear”.

Eis os depoimentos iniciais neste mês de dezembro :

Dia 1 – Ubiratan Lustosa
Dia 2 – Vicente Mickos
Dia 3 – Paulo Branco 
Dia 4 – Pedro Washington 

Dia 7 – Dide Bettega
Dia 8 – Laís Man
Dia 9 – Euclydes Cardoso
Dia 10- Elon Garcia
Dia 11- Danilo D’Avila

Dia 14- Claudio Ribeiro
Dia 15- Roberto Bostelmann
Dia 16- Antunes Severo
Dia 17- Jamur Jr.
Dia 18- Ali Chain

Dia 21- Jair Brito
Dia 22- Araci Pedroso
Dia 23- Adair Krolow

Visite e escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Ou escreva para o PB : pbradialista@yahoo.com.br
Bookmark and Share Pingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google Reader Add to Technorati Favorites
Subscreva Blog do PB

Brasil + 60: mais saúde para os novos velhos

Sexta-feira, 23/10/2009

Eles se esforçam para vencer a rotina de limitações. Segundo o geriatra, a ajuda da família é importante, mas não é tudo. É preciso também cuidar bem da saúde antes de se tornar idoso.


temas relacionados

doenças idosos Bom Dia Brasil jornalismo Rede Globo família e relacionamentos saúde e medicina

Link: Bom Dia Brasil

Visite e escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Ou escreva para o PB : pbradialista@yahoo.com.br
Bookmark and Share Pingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google Reader Add to Technorati Favorites
Subscreva Blog do PB

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Entrevista para estudantes de jornalismo

Primeiramente, devemos nos apresentar, somos Rivânia Nobre, Renato de Souza e Gabriel Lopes, três estudantes do terceiro ano de Jornalismo, da Universidade Bandeirante de São Paulo, a Uniban (campus Rudge-Centro).

Estamos preparando um trabalho de rádiojornalismo que consiste na elaboração de um documentário sobre a história do Rádio no Brasil. Para ser mais exata, o tema que vamos abordar é a Rádionovela.

Sabemos que muitos trabalhos já foram realizados a esse respeito, por isso, o foco de nossa pesquisa fugirá do que já foi visto. Queremos mostrar o lado "mágico" da rádionovela, fazer com que os ouvintes que tiveram o prazer de ouví-la sintam saudades e os que não conheceram, sintam vontade. Pretendemos contar a história de uma maneira, leve e bem humorada, despertando nos ouvintes a mesma sensação causada pelas rádionovelas do passado.

Para tanto, gostaria de pedir sua atenção em nos conceder uma breve entrevista, pois, nos será de grande valia, tendo em vista o vasto conhecimento sobre o assunto. A entrevista poderá ser feita via telefone, e-mail ou como melhor lhe parecer.

Assim, pedimos que responda este e-mail, sendo a resposta positiva ou negativa, para que então possamos dar continuidade ao projeto.

Desde já agradecemos na certeza de vossa atenção.

Cordialmente,


Renato de Souza
Celular : (11) 9117-1226
http://www.7cismo.com/
São Paulo - SP
MCMLXXXVI

Com certeza meu caro Renato. Já respondi o email e fico muito grato pelo interese de vocês, jovens e futuros profissionais do mundo da radiodifusão. Em breve estaremos fazendo a entrevista e publicaremos no nosso blog. Valeu!!!

Visite e escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Ou escreva para o PB : pbradialista@yahoo.com.br
Bookmark and Share Pingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google Reader Add to Technorati Favorites
Subscreva Blog do PB

Herbert Richers e a dublagem

Faleceu no último 20 de novembro, aos 86 anos, o produtor de cinema Herbert Richers, dono da empresa que leva seu nome e que foi uma das pioneiras no ramo de dublagens no Brasil. Ele estava internado na Clinica São Vicente (Rio de Janeiro), desde o último dia 08 e morreu em conseqüência de problemas renais. Richers nasceu em Araraquara, interior de São Paulo, em 11 de março de 1923 e mudou-se para o Rio em 1942, onde fundou em 1950 a companhia que tem o seu nome. Atualmente, a empresa tem um dos maiores estúdios latino-americanos, e é responsavel por grande parte dos filmes exibidos em português no país. Segue matéria exibida no MultiShow, com a Daniele Susuki, abordando sobre dublagem nos estúdios HR. Até



Herbert Richers
Em 2008, com 85  anos.
Em 2008, com 85 anos.
Data de nascimento 11 de março de 1923
Local de nascimento Araraquara, SP
Nacionalidade brasileiro Bandeira do Brasil
Data de falecimento 20 de novembro de 2009
(86 anos)
Local de falecimento Rio de Janeiro, RJ
Ocupação produtor cinematográfico, empresário
fonte: wikipédia


Paulo Branco, "amor, salud y plata"

Visite e escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Ou escreva para o PB : pbradialista@yahoo.com.br
Bookmark and Share Pingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google Reader Add to Technorati Favorites
Subscreva Blog do PB

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Banho de cerveja pode fazer bem para a pele e combater o estresse

De acordo com os médicos, responsáveis pela clínica de repouso, o serviço auxilia na desobstrução dos poros, incentiva a circulação sanguínea e proporciona o relaxamento da musculatura.

temas relacionados jornalismo Fantástico pele Rede Globo estresse saúde e medicina

link: Fantático - Banho de cerveja pode fazer bem para a pele e combater o estresse

Aproveite e visite, escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Ou escreva para o PB : pbradialista@yahoo.com.br
Bookmark and Share Pingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google Reader Add to Technorati Favorites
Subscreva Blog do PB

Equador e Bolívia são casos de sucesso em meio à crise global

Adivinhem qual país das Américas deve atingir o crescimento econômico mais rápido nesse ano? A Bolívia. O primeiro presidente indígena do país, Evo Morales, foi eleito em 2005 e assumiu o cargo em janeiro de 2006. Bolívia, o país mais pobre da América do Sul, seguiu os acordos com o FMI [Fundo Monetário Internacional] por 20 anos consecutivos e sua renda per-capita ao final desde período era mais baixa do que 27 anos antes. E o Equador tem atingido saudáveis 4,5% de crescimento durante os dois primeiros anos da presidência de Correa. O artigo é de Mark Weisbrot, do The Guardian.

Texto em português publicado no Correio Internacional

De acordo com a sabedoria convencional transmitida diariamente na imprensa econômica, os países em desenvolvimento deveriam se desdobrar para agradar as corporações multinacionais, seguir a política macroeconômica neoliberal e fazer o máximo para atingir um grau de investimento elevado e, assim, atrair capital estrangeiro.

Adivinhem qual país das Américas deve atingir o crescimento econômico mais rápido nesse ano? A Bolívia. O primeiro presidente indígena do país, Evo Morales, foi eleito em 2005 e assumiu o cargo em janeiro de 2006. Bolívia, o país mais pobre da América do Sul, seguiu os acordos com o FMI [Fundo Monetário Internacional] por 20 anos consecutivos e sua renda per-capita ao final desde período era mais baixa do que 27 anos antes.

Evo descartou o FMI apenas três meses depois de assumir a presidência e então nacionalizou a indústria de hidrocarbonetos (especialmente gás natural). Não é preciso dizer que isso não agradou a comunidade corporativa internacional. Também foi mal vista a decisão do país de se retirar do painel de arbitragem internacional do Banco Mundial em maio de 2007, cujas decisões tinham tendência a favorecer as corporações internacionais em detrimento dos governos.

A nacionalização e os crescentes lucros advindos dos royalties dos hidrocarbonetos, no entanto, têm rendido ao governo boliviano bilhões de dólares em receita adicional (o PIB total da Bolívia é de apenas 16,6 bilhões de dólares, para uma população de 10 milhões de habitantes). Essas rendas têm sido úteis para a promoção do desenvolvimento pelo governo, e especialmente para manter o crescimento durante a crise. O investimento público cresceu de 6,3% do PIB em 2005 para 10,5% em 2009.

O crescimento da Bolívia em meio à crise mundial é ainda mais notável, já que o país foi atingido em cheio pela queda de seus preços dos produtos de exportação mais importantes – gás natural e minerais – e também por uma perda de espaço no mercado estadunidense. A administração Bush cortou as preferências comerciais da Bolívia, que eram concedidas dentro do Pacto Andino de Promoção do Comércio e Erradicação das Drogas [ATPDA, na sigla em inglês], supostamente para punir a Bolívia por sua insuficiente cooperação na “guerra contra as drogas”.

Na realidade, foi muito mais complicado: a Bolívia expulsou o embaixador estadunidense por causa de evidências do apoio dado pelo governo estadunidense à oposição ao governo de Morales; a revogação do ATPDA aconteceu logo em seguida. De qualquer maneira, a administração Obama ainda não mudou com relação à política da administração Bush para a Bolívia. Mas a Bolívia já provou que pode se virar muito bem sem a cooperação de Washington.

O presidente de esquerda do Equador, Rafael Correa, é um economista que, muito antes de ser eleito em dezembro de 2006, entendeu e escreveu a respeito das limitações do dogma econômico neoliberal. Ele tomou posse em 2007 e estabeleceu um tribunal internacional para examinar a legitimidade da dívida do país. Em novembro de 2008 a comissão constatou que parte da dívida não foi legalmente contratada, e em dezembro Correa anunciou que o governo não pagaria cerca de 3,2 bilhões de dólares da sua dívida internacional.

Ele foi tiranizado na imprensa econômica, mas a operação foi bem sucedida. O Equador cancelou um terço da sua dívida externa declarando moratória e reembolsando os credores a uma taxa de 35 centavos por dólar. A avaliação para o crédito internacional do país continua baixa, mas não mais do que antes da eleição de Correa, e até subiu um pouco depois que a operação foi completada.

O governo de Correa também causou a fúria dos investidores estrangeiros ao renegociar seus acordos com empresas estrangeiras de petróleo para captar uma parte maior dos lucros com a alta dos preços do petróleo. E Correa resistiu à pressão feita pela petrolífera Chevron e seus poderosos aliados em Washington para retirar seu apoio a um processo contra a empresa por supostamente poluir águas subterrâneas, com danos que poderiam exceder 27 bilhões de dólares.

Como o Equador está se saindo? O crescimento tem atingido saudáveis 4,5% durante os dois primeiros anos da presidência de Correa. E o governo tem garantido a redistribuição da renda: gastos com saúde em relação ao PIB dobraram e gastos sociais em geral têm sido expandidos consideravelmente de 4,5% para 8,3% do PIB em dois anos. Isso inclui a duplicação do programa de transferência de renda às famílias pobres, um aumento de 474 milhões de dólares em despesas de habitação, e outros programas para famílias de baixa renda.

O Equador foi atingido fortemente por uma queda de 77% no preço das suas exportações de petróleo de junho de 2008 até fevereiro de 2009, assim como pelo declínio das remessas de capital provenientes do exterior. Apesar disso, o país superou as adversidades muito bem. Outras políticas heterodoxas, juntamente com a moratória da dívida externa, têm ajudado o Equador a estimular sua economia sem esgotar suas reservas.

A moeda do Equador é o dólar estadunidense, o que descarta a possibilidade de políticas cambiais e monetárias para esforços contra-cíclicos numa recessão – uma deficiência relevante. Em vez disso, o Equador foi capaz de fazer acordos com a China para um pagamento adiantado de 1 bilhão de dólares por petróleo e mais 1 bilhão de empréstimo.

O governo também começou a exigir dos bancos equatorianos que repatriassem algumas de suas reservas mantidas no exterior, esperando trazer de volta 1,2 bilhões e tem começado a repatriar 2,5 bilhões das reservas estrangeiras do banco central para financiar outro grande pacote de estímulo econômico.

O crescimento do Equador provavelmente será de 1% esse ano, o que é muito bom em relação à maior parte de seu hemisfério. O México, por exemplo, no outro lado do espectro, tem projetado um declínio de 7,5% no seu PIB em 2009.

A maior parte dos relatórios e até análises quase-acadêmicas da Bolívia e do Equador dizem que eles são vítimas de governos populistas, socialistas e “anti-americanos” – alinhados com a Venezuela de Hugo Chávez e Cuba, é claro – e estão no caminho da ruína. É claro que ambos os países ainda têm muitos desafios pela frente, dos quais o mais importante será a implementação de estratégias econômicas que diversifiquem e desenvolvam suas economias no longo prazo. Mas eles começaram bem, dedicando à ordem econômica e política externa convencionais – na Europa e nos Estados Unidos – o respeito que ela merece.

Tradução: Raquel Tebaldi/Correio Internacional



Aproveite e visite, escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Ou escreva para o PB : pbradialista@yahoo.com.br
Bookmark and Share Pingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google Reader Add to Technorati Favorites
Subscreva Blog do PB

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Arnaldo Jabor fala sobre a genialidade de Villa Lobos

O comentarista Arnaldo Jabor afirmou que Villa-Lobos foi tão genial que foi muito além dos sonhos getulistas. Para ele, sua música é uma trajetória e uma meta, não uma chegada, com vários mistérios.



Link: video.globo.com
fonte:Terça-feira, 17/11/2009 Jornal da Globo

temas relacionados

músicos jornalismo Rede Globo Heitor Villa Lobos Arnaldo Jabor música clássica Jornal da Globo Getúlio Vargas

Visite e escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Ou escreva para o PB : pbradialista@yahoo.com.br
Bookmark and Share Pingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google Reader Add to Technorati Favorites
Subscreva Blog do PB

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html