terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Grandes radialistas e suas gafes - Jose Maria Pizarro

fonte: Site do Ubiratan Lustosa

Em 15 de janeiro de 1.985, Tancredo Neves foi eleito Presidente da República, o primeiro civil após mais de vinte anos de governo militar.

Na época eu era Diretor da Rádio Clube Paranaense e, para cobrir o histórico acontecimento da posse do Presidente, a emissora enviou a Brasília o seu eficiente e experiente locutor noticiarista José Maria Pizarro. No ano anterior, ele já havia transmitido, com sucesso, a votação da emenda "Dante de Oliveira" que visava restabelecer eleições diretas para Presidente da República, e que não obteve no Congresso os votos necessários para sua aprovação. Nessa ocasião Pizarro havia varado madrugadas em seu trabalho de reportagem. Desta vez, ele estava fazendo novamente uma boa cobertura, e tudo correu bem até o dia da posse de Tancredo Neves marcada para 15 de março.

No afã de realizar um bom trabalho, durante vários dias José Maria Pizarro havia dormido pouco, recolhendo-se tarde e acordando muito cedo. Para se recuperar e estar em boa forma no dia seguinte, na noite que antecedia a posse do presidente ele foi deitar mais cedo e dormiu pesadamente.

Pela manhã, acordou mais tarde do que desejava e, meio assustado, sem demora ligou para a Bedois para fazer um primeiro boletim. E com aquela sua voz potente e agradável informou aos ouvintes:

- "Dentro em pouco, diretamente de Brasília, estaremos transmitindo um acontecimento memorável - a posse do novo Presidente da República, Dr.Tancredo de Almeida Neves".

E então ele passou a descrever detalhadamente como seriam realizadas as cerimônias de posse, para desespero nosso que estávamos em Curitiba e tivemos que interromper a transmissão. Aconteceu que enquanto Pizarro, exausto, dormia em sono profundo, a História mudou o seu rumo e Tancredo Neves foi internado às pressas no Hospital de Base, em Brasília, acometido de fortes dores no abdome. A posse de Tancredo fora cancelada, José Sarney assumiria o poder interinamente e Pizarro não sabia nada disso. Foi por essa razão que o tiramos do ar abruptamente.

Moral da história: repórter em ação não pode repousar.

Em 21 de abril , após sete cirurgias, Tancredo Neves faleceu e sua morte causou grande comoção em nosso povo.

Felizmente a "barriga" de Pizarro não o abateu e ele transmitiu aqueles acontecimentos que abalaram a nação e a posse de José Sarney que assumiu o Governo efetivamente em 22 de abril.

José Maria Pizarro - o grande noticiarista também teve uma "barriga"

Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Reverbenation
Contato: pbradialista@yahoo.com.br

Pingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google ReaderSubscreva-se em NewsGator OnlineAdd to netvibesSubscreva-se em BloglinesAdd to Pageflakes Add to Technorati Favorites

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html