segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Grandes radialistas e suas gafes - Zé Pupia

fonte: site do Ubiratan Lustosa

Dessa eu já nem lembrava mais. Foi num encontro na Rádio CBN, quando participamos de um programa focalizando o passado da radiofonia paranaense, que o João Lídio Seiller Betteja me trouxe à lembrança esse acontecimento. Dono de uma memória de causar inveja, o Bettega lembrou do tempo em que começávamos as nossas carreiras na Rádio Marumby.

Foi em 1.952. Era o mês de junho. Eu fizera uma radiofonização da vida de Santo Antonio e nossa improvisada equipe de radioteatro estava a apresentá-la com capricho e emoção. Ali estavam Vicente Mickosz, Sílvia Loretti, Carlos Nogueira e Regina Célia, entre outros. O locutor José Jurandir Pupia também havia sido convidado, mas não chegara em tempo. O narrador era o João Lídio Seiller Bettega, o Dide. A sonoplastia ficou a cargo do Osny Bermudes, que era muito bom nisso.

Eu havia colocado num trecho do script a palavra "VOZERIO", indicando que era uma cena em que as pessoas falavam ao mesmo tempo, ruidosamente. Chegado aquele momento, todo mundo começou a falar desordenadamente, fazendo aquele vozear que a cena pedia.

Foi quando entrou no estúdio o retardatário Zé Pupia, e sem saber o que se passava gritou a todo pulmão: "FORÇA, MACACADA!!!".

Isso, ao vivo, no meio de uma cena dramática da radiofonização da vida de Santo Antonio. Lembrou o Dide que eu fiquei louco da vida.
- "Bira, você queria matar o Zé Pupia!", exagerou ele.

O Pupia era um cara muito legal, um amigão que todos nós queríamos bem... mas que, embora sem maldade, acabou com a nossa apresentação dramática em louvor a Santo Antonio.

Equipe da Rádio Marumby nos anos 50: Sílvia Loretti, Vicente Mickosz, Ubiratan Lustosa, Herrera Filho, Regina Célia, Seiller Bettega e Norberto Castilho

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html