sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

A farsa das televisões 3D

Vi Avatar e fiquei vidrado. Não vejo a hora de assistir a mais filmes, e principalmente jogar games, em 3D. Mas para fazer isso, vou ter de trocar minha tv (que não tem nem um ano de uso) por uma nova, que seja compatível com a tecnologia 3D. E isso é um absurdo. Porque a tela de uma tv 3D é IDÊNTICA, em todos os aspectos, às telas atuais. A sua televisão, seja de plasma, LCD ou LED, já é compatível com a tecnologia 3D. Em tese, você não precisaria trocá-la por uma nova. Só terá de fazer isso devido a um complô uma decisão antipática da indústria de eletrônicos - que está enganando cujas consequências não foram expostas para os consumidores, nem comentadas pela imprensa especializada. É sério, gente.

COMO O 3D FUNCIONA
Para criar o efeito 3D, a televisão só precisa fazer uma coisa - exibir imagens diferentes para o seu olho esquerdo e para o seu olho direito. E ela faz isso da maneira mais simples possível: mostrando as imagens alternadamente. O tocador de Blu-ray 3D (ou videogame 3D) já manda essas imagens para a tv na sequência correta. Primeiro o 'frame' destinado ao seu olho esquerdo, depois o direito, depois o esquerdo de novo, e por aí vai - num processo que se repete a cada 1/60 de segundo. A tv só roda as imagens em sequência. E qualquer televisão que tenha 60 Hz de velocidade, o que inclui todos os modelos fabricados nos últimos três anos, é plenamente capaz de fazer isso.

A jogada está nos shutter glasses, aqueles óculos que serão vendidos junto com as televisões 3D. Eles fazem a segunda metade do trabalho. Têm lentes de cristal líquido que 'abrem' e 'fecham' alternadamente a cada 1/60 de segundo, em sincronia com o vídeo. Quando o frame esquerdo está na tela da tv, o óculos 'abre' o seu olho esquerdo (e fecha o direito). Quando é a vez do frame direito, ele abre o seu olho direito (e fecha o esquerdo). Dessa maneira, cada olho só enxerga as imagens destinadas a ele. O seu cérebro junta tudo isso e pronto: tem-se o efeito 3D.
Para que a coisa funcione direitinho, os óculos precisam ser sincronizados com o vídeo. E aí é que está o problema.

A ESPERTEZA DOS FABRICANTES
A cada 1/60 de segundo, você precisa mandar um sinal para os óculos 3D, avisando qual das lentes deverá ser aberta: a esquerda ou a direita. Os óculos têm embutido um receptor sem fio, justamente para isso. Agora vem a questão: quem vai mandar esse sinal de sincronia? Pode ser o tocador de Blu-ray 3D, ou o videogame 3D (Aliás, lembra do Master System, aquele console dos anos 80? Ele tinha jogos e óculos 3D - que eram compatíveis com qualquer televisor).
Mas sabe o que os fabricantes decidiram? Colocar o chip de sincronia dentro da tv! Você poderia comprar um player 3D, que viesse com o chip e os óculos especiais, e conectá-lo na sua tv atual. Pronto, 3D. Só que a indústria de eletrônicos se nega a vender esse produto. O "pacote" 3D, com os óculos e o chip de sincronia, custa menos de US$ 50 - o chip em si, menos de US$ 1. Seria perfeitamente possível, e bem barato, incluir isso nos novos tocadores de Blu-ray 3D (e os donos de PlayStation 3, que já está preparado, só precisariam comprar os óculos em si).

O mercado é aberto. Qualquer um pode lançar um player 3D que funcione em qualquer tv. Isso já aconteceu no passado. Mas não. Nada disso. As empresas preferem que você desperdice US$ 2000 comprando uma televisão nova. Elas sabem o que fazem.

fonte: Super Abril - 01 de fevereiro de 2010


Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Reverbenation
Contato: pbradialista@yahoo.com.br

Pingar o BlogBlogs Adicione PB ao Google ReaderSubscreva-se em NewsGator OnlineAdd to netvibesSubscreva-se em BloglinesAdd to Pageflakes Add to Technorati Favorites

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html