terça-feira, 31 de agosto de 2010

Rádios antigos




segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Tribunal do Júri - Quem pode ser jurado

Anualmente, as comarcas estabelecem uma lista de jurados.

Em uma cidade de mais de um milhão de habitantes, como Curitiba, podem ser convocadas de 800 a 1.500 pessoas a cada ano.

Mas quem pode ser jurado? São os chamados cidadãos de "notória idoneidade".

Como essa caracterização é subjetiva, pode-se dizer que boa parte da população está sujeita a participar de um júri popular.

O juiz presidente do Tribunal do Júri, pode solicitar indicação de nomes para autoridades locais, instituições públicas, colégios, universidades, associações de bairros, entre outros.

O jurado deve comparecer ao tribunal, sob pena de receber multa.

O principal requisito é a imparcialidade no julgamento.

O jurado não pode ter qualquer relação com alguma das pessoas envolvidas com o caso que ele vai julgar, e durante os trabalhos, devem ficar incomunicáveis, mas quando acompanhados de oficiais de justiça, podem conversar sobre assuntos banais, desde que não se refiram ao caso a ser julgado.

Em júris que duram mais de um dia, os jurados geralmente são levados para um hotel, em uma espécie de isolamento.

Os cidadãos que exercerem função ganham o direito de preferência, caso haja empate, em concursos públicos e licitações, asseguram cela especial em caso de prisão, e não podem ter nenhum desconto no salário em razão dos dias em que tiverem que comparecer ao júri.

domingo, 29 de agosto de 2010

Cientistas vinculam proteína sanguínea à doença de Alzheimer



Será preciso no mínimo 5 anos para desenvolver aplicação prática.
Enfermidade afeta 35 milhões de idosos em todo o mundo.

Fopnte: Da Reuters - 05/07/2010

Níveis elevados de uma proteína sanguínea chamada clusterina estão ligados ao surgimento do mal de Alzheimer, disseram cientistas nesta segunda-feira (5), numa descoberta que pode no futuro permitir um diagnóstico precoce da doença.

Incidência mundial de Alzheimer vai quase duplicar a cada 20 anos, chegando a 66 milhões de pacientes em 2030

Os pesquisadores do Instituto de Psiquiatria do King's College, de Londres, disseram que os médicos ainda vão levar cerca de cinco anos para conseguir aplicar a descoberta em um exame que identifique futuras vítimas do Alzheimer.

O mal de Alzheimer é a forma mais comum de demência, afetando cerca de 35 milhões de idosos no mundo. A doença é pesquisada há décadas, mas os médicos ainda têm poucas armas efetivas contra ela.

Existem drogas que atenuam temporariamente os sintomas, mas inexoravelmente os pacientes acabam perdendo a lembrança e a capacidade de cuidarem de si próprios e interagirem com o mundo.

A pesquisa usou uma técnica chamada proteômica, que analisa as proteínas, em 95 pacientes. O resultado foi publicado na revista Archives of General Psychiatry.

"Descobrimos que esta proteína clusterina estava aumentada no sangue até dez anos antes de as pessoas terem sinais do mal de Alzheimer em seus cérebros", disse Simon Lovestone, que dirigiu o estudo.

"E mesmo quando eles tinham sinais da doença nos seus cérebros, eles ainda não tinham sinais clínicos do transtorno. Então isso sugere que esta seja realmente uma mudança prematura, que ocorre em pessoas que vão ter a doença."

Lovestone salientou que ainda há muito trabalho a ser feito antes que surja um exame, mas que no futuro isso será parte de uma série de procedimentos para identificar pessoas em estágio inicial da doença.

Especialistas preveem que, por causa do envelhecimento da população mundial, a incidência mundial do mal de Alzheimer irá quase duplicar a cada 20 anos, chegando a 66 milhões de pacientes em 2030 e a 115 milhões em 2050.

"Achamos que este seja o primeiro passo para incluir um exame pródromo ou pré-clínico para a doença", disse Lovestone. Um exame pródromo é aquele que indica uma doença antes do surgimento de sintomas específicos.

Após o estudo inicial com 95 pacientes, os pesquisadores avaliaram os níveis de clusterina em cerca de 700 pessoas, sendo 464 delas com Alzheimer, e descobriram uma ligação entre os níveis elevados dessa proteína e a gravidade da doença, a rapidez do seu avanço e a atrofia em uma área cerebral chamada córtex entorrinal, associada à memória.

Lovestone disse que o exame usado na pesquisa não é adequado para o uso clínico, e que o desenvolvimento de uma nova versão deve levar cerca de um ano.

"Quando tivermos preparado um exame melhor, precisamos olhar para ele em grupos maiores de pessoas, para ver se os resultados são replicados", disse ele.

"Todo o processo levará entre três e cinco anos."


Aproveite e visite, escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Escreva para a Jacaroa : noemifarias13@gmail.com
Bookmark and Share
Subscreva Blog da Jacaroa

sábado, 28 de agosto de 2010

Getúlio Vargas e A Voz do Brasil

Em 22 de julho de 1935, o locutor Luiz Jatobá, estreava o" Programa Nacional" cujo objetivo principal era propagandear as realizações do Governo Federal, ou
seja de Getúlio Dorneles Vargas.


Já em 1939, quando Vargas já havia estabelecido no país a ditadura do Estado Novo, o programa radiofônico foi rebatizado como "A Hora do Brasil" e tornou-se transmissão obrigatória pelas emissoras de rádio, sempre no horário das 19 horas.

Durante a vigência de outra ditadura, a do regime militar,"A Hora do Brasil" passou a ser "A Voz do Brasil".Mudou de nome, mas manteve seu caráter cumpulsório e sua marca registrada: a abertura com os acordes da ópera de Carlos Gomes, "O Guarani", e a voz de um locutor anunciando: "Em Brasília, 19 horas".

Quando da criação do programa,o rádio era o principal meio de comunicação de massa, e não havia outros canais para os brasileiros da regiões mais distantes se informarem sobre os acontecimentos da vida do país.

Nesses 75 anos que nos separam da primeira transmissão do programa, o Brasil passou por grandes transformações, urbanizou-se e deixou de ser um país de população eminentemente rural.

O rádio também mudou e se adequou à concorrência de outros meios como a Televisão e a Internete.

Existem no Congresso vários projétos para flexibilizar o horário de transmissão do programa, e que pretendem dar às rádios, pelo menos, a possibilidade de adequar "A Voz do Brasil" em suas programações.

Herança da era do rádio


1922 - o rádio começa a operar no Brasil em 7 de setembro, na cidade do Rio de Janeiro, com um discurso do então presidente, Epitácio Pessoa

1935- Getúlio Vargas cria o Programa Nacional. Já operavam no país cerca 50 emissoras.

1939- Um decreto-lei de Vargas atribui ao programa as funções de
"centralizar, coordenar, orientar e superintender a propaganda nacional"

1962- É criado o Código Brasileiro de Telecomunicações, que torna oficial a obrigatoriedade de as emissoras paralisarem a programação para a transmissão do programa

1967- A Voz do Brasil passa a transmissão do Congresso Nacional

2008- Uma pesquisa do InterMeios revela que A Voz do Brasil derrruba irremediavelmente a audiência. Após o programa, a audiência se recupera pouco e lentamente


Destaque

A Rádio Clube (PRB2), de Curitiba/PR, é a segunda emissora brasileira
a entrar no ar e até nenhuma outra teve uma programação tão completa e de tão alto nivel profissonal.


Em 1941 O "Reporter Esso", marco do jornalismo radiofônico brasileiro, entra no ar pela rádio Farroupilha, de Porto Alegre.

Artistas paranaenses no elenco de musical Hair (Comentário recebido)

Anónimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "paranaenses no elenco do musical Hair":

O que me causa espanto, é o espanto de alguns paranaenses, quando alguém se sobressai no meio artístico nacional. Você sabe, Paulo, que entre nós ainda existe uma grande autofagia.

Lamentável que, mesmo após tantos anos e exemplos de paranaenses bem sucedidos, ainda prevaleça esta mentalidade, tão europeia e retrograda da autofagia.


Tome como pequeno exemplo o elenco principal da Globo.


Veja quantos paranaenses nos principais elencos e representando papeis de destaque. Somos um dos maiores celeiros de artistas do Brasil e, porque encontramos nossos semelhantes, diariamente nas nossas ruas provincianas -
graças a Deus, ainda provincianas - não damos o devido valor. Pena.

Veja quantos espetáculos nos teatros, que batalham no dia a dia para levar um publico para assisti-los.

Quando vencem lá fora e por aqui se apresentam, aí todo mundo corre e muitos se vangloriam "eu conheço fulano, desde pequenininho."
Prestem mais atenção nos maravilhosos artistas que temos e vá prestigia-los, antes que seja tarde.

Um desses artistas é o Emílio Pita, que dia a dia está crescendo. Um ator
fantástico que o Brasil está descobrindo.

Um abraço a todos,
Wasyl Stuparyk


Prezado Wasyl. Vejo que continua atento ao nosso Blog e aproveito para assinar em baixo de seu comentário.

É o que sempre digo, vamos homenagear as pessoas enquanto elas estão aqui para receber a homenagem, e não depois que partem para o andar de cima. Parabéns e continue a nos prestigiar com sua leitura e comentários. PB

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Falsa percepção de obesidade na adolescência leva à depressão


Universidade da Pensilvânia analisou 6.557 garotos e 6.126 garotas.
Conclusões foram publicadas no ‘Journal of Health and Social Behavior’.

Fonte: Do G1, em São Paulo - 29/06/2010

Adolescentes com peso ideal que acreditam estar obesas correm risco maior de entrar em depressão do que obesas que têm consciência de sua condição. A conclusão é de sociólogos da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

Os cientistas verificaram dados de 6.557 garotos e 6.126 garotas.

“Os pais frequentemente se preocupam com a saúde mental de filhos com sobrepeso, mas nossas descobertas mostram que são os com peso saudável – mas com percepção de obesidade – que têm maior probabilidade de sentir-se deprimidos”, afirma Jason Houle, um dos pesquisadores. O estudo foi publicado no “Journal of Health and Social Behavior”.

Estudo no Brasil verificou que 64% das universitárias brasileiras estão insatisfeitas com o corpo e quase 50% das alunas com peso adequado querem ser mais magrasEstudo no Brasil verificou que 64% das universitárias brasileiras estão insatisfeitas com o corpo e quase 50% das alunas com peso adequado querem ser mais magras (imagem: reprodução da escala de silhuetas de Stunkard)

“Os médicos não podem presumir que adolescentes com peso saudável têm a consciência de que seu peso é de fato saudável e, acima de tudo, de que se sentem bem com isso”, diz Michelle Frisco, também envolvida no trabalho.

Além disso, os cientistas verificaram que, enquanto a comunidade médica, evidentemente, sabe o que significa obesidade, o público em geral, na realidade, pode não saber: 20% das meninas e 40% dos meninos com sobrepeso “não sabem” que não têm o peso ideal.


Aproveite e visite, escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Escreva para a Jacaroa : noemifarias13@gmail.com
Bookmark and Share
Subscreva Blog da Jacaroa

paranaenses no elenco do musical Hair

A versão brasileira do musical terá uma generosa participação de paranaenses.

Hugo Angeli Bonemer, 23 anos, natural de Maringá e Igor Rickili, 26 anos, de Ponta Grossa, acabam de receber (E aceitar) convite para interpretar os protagonistas Claude Hooper Bukowski e Jorge Berger.

A estréia da dupla será no dia 29 de Outubro, no palco do "Oi Casa Grande", no Rio de Janeiro, sob a direção dos diretores Charles Moeller e Claudio Botelho.

Um detalhe que mais chama atenção é o de que o novo trabalho marcará também a estréia dos dois paranaenses, em grandes produções teatrais.

Além de atuar, eles terão de cantar e dançar várias musicas, o que sempre se espera nas peças da Broadway.

A dupla já sentiu na pele, como serão as apresentações na bateria de testes que foram realizadas entre o fim Julho e começo de Agosto, concorrendo com nada menos de 5 mil candidatos.

Rickil vive no Rio de Janeiro há quatro anos, já Bonemer, que mora em São Paulo, está arrumando malas e mudar para a capital carioca.

Os dois deixaram as cidades paranaenses em que nasceram, a fim de tentar a tão dificil carreira de ator.

Hoje, eles dizem considerar que valeu a pena.

Para a frente e para o alto, meninos.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

parte 2 - Dicionário de Baianês

M- Machucado

Amarrotado (O paletó tá é machucado!)
Machucar uma fruta
Amassar (Mainha, hoje quero banana machucada com leite

N- Na bistunta

Acerto feito sem regras determinadas; orçamento de obra feito sem
medição

O- Ópaisso!/Ópraisso!/Ópraí!/Ópaí-ó!

Olha só!

P- Plantar um pézinho de cá-te-espero

Deixa comigo, você vai ver só

Q- Qui-qui-qui-cá-cá-cá

Referente a risada de alguém (Quando a Ana contou a história foi
o maior qui-qui-qui-cá-cá-cá.

R- Rama

Bebida, cachaça (tomar uma rama)

S- Sarga-bunda

Chinelo de couro, de enfiar o dedo

T- Tá de calundu

Tá zangado, na bronca

U- Um mucado

Um bocado

V- Vagal

Preguiçoso, vagabundo



(Extraído do Dicionário de Baianês) de Nivaldo Lariú

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Deprimidos podem ter quase o dobro de risco de demência, diz estudo

Duas pesquisas indicaram uma ligação entre as condições, embora não se saiba por quê.

Fonte: BBC - 06/07/10

Dois novos estudos feitos nos Estados Unidos indicam que pessoas que sofrem de depressão têm mais risco de desenvolver demência, sendo que um deles indicou que a depressão pode quase dobrar a possibilidade de o outro mal surgir.


O primeiro estudo acompanhou 1.239 pessoas e procurou estabelecer uma relação entre o número de vezes que cada participante apresentou depressão e os riscos de desenvolvimento de demência.No entanto, as pesquisas, divulgadas na publicação científica Neurology, concluem que existe uma relação, mas não deixam claro por que ela ocorre e nem se há vínculo de causa e efeito entre as duas condições.

O trabalho revelou que quanto maior o número de crises de depressão, maiores os riscos de demência.

Pacientes que tiveram duas ou mais crises de depressão apresentaram quase o dobro do risco de desenvolver demência, o estudo concluiu.

Alzheimer
O segundo estudo, liderado por Jane Saczynski, da University de Massachusetts, acompanhou 949 pessoas com idades em torno de 79 anos durante 17 anos.

No início do estudo, os participantes não apresentavam sintomas de demência. Testes revelaram que 125 deles (13%), no entanto, apresentavam sintomas de depressão.

No final, 164 dos participantes haviam desenvolvido demência. Destes, 136 foram diagnosticados como portadores do mal de Alzheimer, uma das mais comuns formas de demência.

Esta não é a primeira vez que cientistas enxergam uma possível relação entre depressão e demência. Em 2008, dois estudos sobre o mal de Alzheimer apresentavam conclusões semelhantes.

Inflamação
"Se por um lado não está claro se a depressão provoca a demência, a depressão poderia influenciar de várias formas os riscos de que uma pessoa desenvolva a condição", disse Jane Saczynski.

"Uma inflamação de tecidos no cérebro, que ocorre quando uma pessoa está deprimida, poderia contribuir para a demência. Certas proteínas encontradas no cérebro, que aumentam quando há depressão, também poderiam estar envolvidas".

Para Rebecca Wood, diretora da entidade britânica de fomento à pesquisas sobre o Mal de Alzheimer, Alzheimer's Research Trust, "semelhanças entre os sintomas de depressão e demência significam que as duas condições podem às vezes ser confundidas no momento do diagnóstico, mas não sabemos se estão vinculadas biologicamente".

"Esses estudos recentes indicam que pode haver conexões profundas entre demência e depressão, então precisamos ampliar as pesquisas para descobrir mais."


Aproveite e visite, escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Escreva para a Jacaroa : noemifarias13@gmail.com
Bookmark and Share
Subscreva Blog da Jacaroa

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Dicionário de Baianês

Em setembro do ano passado, comemorei meu aniversário (setenta e oito aninhos bem vividos) em Salvador, Bahia.

Na ocasião fui presenteado com um volume do Dicionário de Baianês, de autoria de Nivaldo Lariú. Então vamos lá:

A- A dar de pau

Muito, de grande quantidade ("Na festa ontem tinha mulher a dar de pau, rei"!).

B- Burucutu

Aí então, dessa forma (Eu tava correndo e aí, burucutu, caí)

C- Cheio de efes e erres

Cheio de onda, metido

D- Daqui pra

Até daqui pra sexta-feira, eu te entrego

E- É ninhua

Nada pra você (Qual é a sua? É ninhua, rei!)

F- Fulustreco

Fulaninho de segunda categoria

G- Gastura

Nervoso (quando o giz escorrega no quadro: "Não faça assim, me dá a maior gastura"), sensação de fome continua

H- Home quá, sinhô, me deixe

Me deixa em paz

I- Jóquei de cabrito

Pessoa de baixa estatura

L- Liso, leso e louco

Duro, sem tostão, sem grana

-

Em postagem próximas, outras descobertas do Dicionário de Baianês.

-

"Minha pátria é a língua portuguesa"

(Fernando Pessoa)

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

850 000 000

Quase Um Milhão de Reais é o valor da isenção de impostos concedida pelo governo às emissoras de Rádio e Televisão, para compensar a queda de arrecadação publicitária durante o período de propaganda eleitoral gratuita, que de gratuita não tem nada.

Chega a ser irônico o que tesouro deixa de arrecadar, quase um bilhão de reais em impostos, para que os políticos possam passar a conversa nos eleitores.

É quase um bilhão de reais a menos para investimentos em áreas como da saúde, educação e segurança pública, só para citar alguns dos projetos que estão sendo apregoados pelos candidatos ao executivo e legislativo.

Dinheiro que seria nosso, e que está sendo gasto para nos "convencer" a votar neste ou naquele.

As emissoras não perdem nada. Então quem perde?

-

Gostei da propaganda do humorista Tiririca, aproveitando os escassos segundos que tem para divulgação de seu nome como candidato a Deputado Federal:

"Pior do que está não fica,

Vote no Tiritica".

Arqueólogos estudam prática sexual de civilizações pré-colombianas


Ensaios revelam que práticas como homossexualidade e masturbação estavam ligadas a ritos de passagem e fertilização da terra.

Da BBC - 13/07/2010

Um deus chaac com a deusa lunar; a posição sugere uma cópula.Um deus chaac com a deusa lunar; a posição
sugere uma cópula. (Foto: Cortesia da Arqueologia
Mexicana)

Um grupo de arqueólogos mexicanos publicou uma série de ensaios sobre os costumes sexuais das civilizações pré-colombianas do México e da América Central, revelando segredos que permaneceram ocultos por quase 500 anos.

Os documentos apontam para práticas que escandalizaram os espanhóis, que chegaram à região no século XVI.

O conceito de sexualidade dos habitantes originais das Américas era muito diferente do europeu, que tinha uma visão moral e religiosa sobre o tema. Nas culturas mesoamericanas (como eram conhecidas as civilizações indígenas da região que vai do centro do México à América Central), o sexo era um elemento de ordem social, explica Enrique Vale, editor da revista Arqueologia Mexicana, que publicou os ensaios.

"A sexualidade ia além da função reprodutiva, era vista como uma maneira de assegurar a marcha do mundo", disse Vale à BBC.

Salão secreto


Durante centenas de anos, as práticas sexuais das civilizações mesoamericanas foram praticamente ocultadas, e mesmo na época moderna o tema foi abordado sob um ponto de vista moral.

Em 1926, por exemplo, o antropólogo Ramón Mena reuniu uma mostra de esculturas fálicas e outros objetos das civilizações pré-colombianas que faziam referência à sexualidade.

A coleção, no entanto, nunca foi aberta ao público e permaneceu escondida durante várias décadas em um salão secreto do antigo Museu Nacional de Antropologia na Cidade do México.

Muitas peças eram falsas, mas as que tiveram sua legitimidade confirmada foram distribuídas depois em mostras das diferentes culturas pré-colombianas.

Rito de passagem
Os ensaios publicados na revista "Arqueologia Mexicana" revelam, por exemplo, que a homossexualidade era uma prática comum na civilização maia.

Este era um elemento a mais na formação dos jovens, explicam os antropólogos Stephen Houston e Karl Taube no ensaio "A sexualidade entre os antigos maias".

"As relações entre pessoas do mesmo sexo eram próprias do tempo dos ritos de passagem, em que um menino se transformava em um homem", explicam.

A homossexualidade está presente em quase todas as culturas pré-colombianas, mas foi abordada de maneiras diferentes pelas diferentes civilizações.

Por exemplo, entre os astecas, que dominavam a região central do que é hoje o México, as relações entre pessoas do mesmo sexo não eram bem vistas.

Este elemento se refletia também nas divindades pré-colombianas, muitas das quais tinham, em maior ou menor escala, aspectos femininos e masculinos, explica o historiador Guilhem Olivier em seu ensaio "Entre o pecado nefando e a integração. A homossexualidade no México antigo".

Masturbação ritual


Em algumas culturas, a masturbação era um tema vinculado à fertilização da terra.

Os maias, como outras civilizações mesoamericanas, praticavam a masturbação como uma maneira de fecundar a terra, que em algumas civilizações era considerada um símbolo feminino.

"Há indícios de que os maias tinham objetos sexuais de madeira, usados como consolos e descritos pudicamente em um relatório arqueológico como uma efígie fálica", afirmam.

A atitude frente à masturbação é uma das práticas que torna mais evidente a diferença entre as culturas pré-colombiana e espanhola, diz Vela.

Há ainda outro elemento: em algumas culturas mesoamericanas, o erotismo não era um elemento central na sexualidade, mas era visto como uma forma de ordenar o planeta, que tem um lado feminino e um lado masculino, assim como existia o em cima e o embaixo, afirma o editor.

Fogo e sal contra os adúlteros


Em termos gerais, as transgressões sexuais eram castigadas com severidade nas culturas mesoamericanas.

O adultério, por exemplo, era castigado com a morte em algumas civilizações, e em outras, como a dos astecas, permitia ao marido traído arrancar a mordidas o nariz dos adúlteros.

Os purepechas tinham outro castigo: no caso dos adúlteros terem assassinado o marido, o amante era queimado vivo enquanto água com sal era jogada sobre ele até sua morte.

O adultério era castigado por uma forte razão: em algumas culturas, acreditava-se que a prática causava desequilíbrio para a comunidade e o cosmos, destacam Miriam López e Jaime Echeverría em seu ensaio "Transgressões sexuais no México antigo".

A presença do transgressor provocava desgraças, como a perda de colheitas ou a morte de crianças, e em alguns casos chegava-se a acreditar que ela poderia provocar o fim de uma época.

Como exemplo, eles citam que o líder asteca Moctezuma destruiu um local de prostituição, porque acreditava que as transgressões públicas das prostitutas teriam feito com que os deuses permitissem que os espanhóis chegassem e impusessem seu domínio.


Aproveite e visite, escreva ou indique também o BLOG do Paulo Branco - Radialista
Veja e baixe os vídeos do Canal Paulo Branco no Vodpod
Ouça todos os áudio em Paulo Branco no Tunepak
Escreva para a Jacaroa : noemifarias13@gmail.com
Bookmark and Share
Subscreva Blog da Jacaroa

RÁDIO, POBRE RÁDIO

Hoje, particularmente, estou na fossa.

Liguei o meu rádio – não mais aquele Spika, de capinha marron, outro, mais moderno – e percorri o dial, com uma parada aqui, outra ali, e que desespero. Tive que desligar, pra não ficar mais deprimido ainda. Não encontrei nada, salvo alguns noticiários e um pouco de música brasileira na Educativa Paraná.

O resto, um monte de pretensos animadores desfiando um rosário infindável de asneiras. Opiniões absurdas sobre o cotidiano. Lixo cultural rotulado de música brasileira. Profetas – que Cristo já havia expulso como os vendilhões do templo – anunciando a salvação desde que, claro, pague-se o dízimo.

Outras, transmitindo em rede, programações extensas vindas de fora, usurpando o espaço dos profissionais locais.

E agora, começou o horário gratuito de política. Anunciam aos berros que todos devem assistir para melhor conhecerem seus candidatos e votar com conhecimento.

Como? Por favor companheiros – eu sei que o apelo é patético – mas como conhecer melhor os candidatos?

Os marqueteiros dizem que acabou o inverno e que a loja tal, vende seus produtos com até 70% de desconto. Quer dizer, o produto que custava R$1.000,00, hoje custa R$300,00. E querem que a gente acredite.

O político diz que fez isso e aquilo, que melhorou, que ajudou... Mas um governo que nos toma 64% do nosso rendimento em impostos, do nosso trabalho, do nosso suor, do nosso sustento e ainda quer posar de salvador, não merece credibilidade. E se faz o pouco que faz, não faz nada mais que a obrigação. Não nos venham dizer que fiz isso, fiz aquilo, pois não fez nada mais que a sua obrigação. E foi muito bem pago – muito mais que merece por um ou dois dias semanais – além das diárias, cursos e concursos, férias intermináveis. Nós também temos férias, geralmente vendemos parte delas para poder pagar, mais impostos e financiar as férias deles.

E a justiça? Caçam o governador, vetam a nova candidatura dele e depois, voltam atrás e aceitam a candidatura. Ficha limpa, de quem? As manobras jurídicas seguem abrindo espaços para corruptos. E depois afirmam que nós, pobres e ignorantes mortais, somos responsáveis por tudo, que nós colocamos os corruptos no poder. Bem, pode ser verdade, mas se nós os colocamos lá, é porque a justiça liberou o candidato, dizendo-nos que eles são honestos. Ou será que não devemos, definitivamente, acreditar na justiça?

Existem marqueteiros honestos? Claro que existem. Desempregados.
E no rádio, sobraram diretores éticos, comprometidos com o rádio de qualidade, honrando o dito de Roquete Pinto “O rádio é a escola dos que não tem escola”, com profissionais de qualidade? Sobraram, mas estão todos por aí, desempregados !

E como acreditar num futuro melhor, mais honrado para um dos mais nobres veículos de comunicação, se a maioria está em poder de picaretas, que além de não entender absolutamente nada de rádio, vendem horários pra qualquer um que tem dinheiro, isentando-se de culpa, veiculando uma notinha sem vergonha onde afirmam que “O programa que vamos apresentar é uma produção independente, etc e tal”. Ética, utopia aspirada por idiotas – nos dias de hoje – e que, seguidos os conceitos mais antigos, tem custado muito caro. Não conseguir um emprego, com mísero salário, para poder sustentar sua família e manter sua dignidade.

Estou na fossa, sim. Muito amargo também. Mas também estou puto da vida com essa padrerada, com essa crentarada, com esses políticos, donos dos veículos de comunicação e, principalmente com os governos que concedem a eles as concessões dos veículos.
Alem do mais, vão plantar favas que a gente segue, vivendo ou melhor, sobrevivendo a toda essa canalha.

E você, caro ouvinte, siga ouvindo todo esse lixo cultural que aí está. Você não tem culpa. Foi o que restou.

Um abraço,
Wasyl Stuparyk ou Basílio Junior da Rádio Guairacá – depois Iguaçú – A MÁRTIR DA TERRA DOS PINHEIRAIS.
Não entendeu? Pergunte aos mais velhos, eles te explicam. Eu estou de saco cheio. Tchau.

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html