segunda-feira, 23 de agosto de 2010

RÁDIO, POBRE RÁDIO

Hoje, particularmente, estou na fossa.

Liguei o meu rádio – não mais aquele Spika, de capinha marron, outro, mais moderno – e percorri o dial, com uma parada aqui, outra ali, e que desespero. Tive que desligar, pra não ficar mais deprimido ainda. Não encontrei nada, salvo alguns noticiários e um pouco de música brasileira na Educativa Paraná.

O resto, um monte de pretensos animadores desfiando um rosário infindável de asneiras. Opiniões absurdas sobre o cotidiano. Lixo cultural rotulado de música brasileira. Profetas – que Cristo já havia expulso como os vendilhões do templo – anunciando a salvação desde que, claro, pague-se o dízimo.

Outras, transmitindo em rede, programações extensas vindas de fora, usurpando o espaço dos profissionais locais.

E agora, começou o horário gratuito de política. Anunciam aos berros que todos devem assistir para melhor conhecerem seus candidatos e votar com conhecimento.

Como? Por favor companheiros – eu sei que o apelo é patético – mas como conhecer melhor os candidatos?

Os marqueteiros dizem que acabou o inverno e que a loja tal, vende seus produtos com até 70% de desconto. Quer dizer, o produto que custava R$1.000,00, hoje custa R$300,00. E querem que a gente acredite.

O político diz que fez isso e aquilo, que melhorou, que ajudou... Mas um governo que nos toma 64% do nosso rendimento em impostos, do nosso trabalho, do nosso suor, do nosso sustento e ainda quer posar de salvador, não merece credibilidade. E se faz o pouco que faz, não faz nada mais que a obrigação. Não nos venham dizer que fiz isso, fiz aquilo, pois não fez nada mais que a sua obrigação. E foi muito bem pago – muito mais que merece por um ou dois dias semanais – além das diárias, cursos e concursos, férias intermináveis. Nós também temos férias, geralmente vendemos parte delas para poder pagar, mais impostos e financiar as férias deles.

E a justiça? Caçam o governador, vetam a nova candidatura dele e depois, voltam atrás e aceitam a candidatura. Ficha limpa, de quem? As manobras jurídicas seguem abrindo espaços para corruptos. E depois afirmam que nós, pobres e ignorantes mortais, somos responsáveis por tudo, que nós colocamos os corruptos no poder. Bem, pode ser verdade, mas se nós os colocamos lá, é porque a justiça liberou o candidato, dizendo-nos que eles são honestos. Ou será que não devemos, definitivamente, acreditar na justiça?

Existem marqueteiros honestos? Claro que existem. Desempregados.
E no rádio, sobraram diretores éticos, comprometidos com o rádio de qualidade, honrando o dito de Roquete Pinto “O rádio é a escola dos que não tem escola”, com profissionais de qualidade? Sobraram, mas estão todos por aí, desempregados !

E como acreditar num futuro melhor, mais honrado para um dos mais nobres veículos de comunicação, se a maioria está em poder de picaretas, que além de não entender absolutamente nada de rádio, vendem horários pra qualquer um que tem dinheiro, isentando-se de culpa, veiculando uma notinha sem vergonha onde afirmam que “O programa que vamos apresentar é uma produção independente, etc e tal”. Ética, utopia aspirada por idiotas – nos dias de hoje – e que, seguidos os conceitos mais antigos, tem custado muito caro. Não conseguir um emprego, com mísero salário, para poder sustentar sua família e manter sua dignidade.

Estou na fossa, sim. Muito amargo também. Mas também estou puto da vida com essa padrerada, com essa crentarada, com esses políticos, donos dos veículos de comunicação e, principalmente com os governos que concedem a eles as concessões dos veículos.
Alem do mais, vão plantar favas que a gente segue, vivendo ou melhor, sobrevivendo a toda essa canalha.

E você, caro ouvinte, siga ouvindo todo esse lixo cultural que aí está. Você não tem culpa. Foi o que restou.

Um abraço,
Wasyl Stuparyk ou Basílio Junior da Rádio Guairacá – depois Iguaçú – A MÁRTIR DA TERRA DOS PINHEIRAIS.
Não entendeu? Pergunte aos mais velhos, eles te explicam. Eu estou de saco cheio. Tchau.

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html