domingo, 28 de novembro de 2010

Igreja Ortodoxa

Lançado em Curitiba o livro «Igrejas Ucranianas - Arquitetura da Imigração no Paraná»



Catedral Ortodoxa Ucraniana de CuritibaCatedral Ortodoxa Ucraniana de Curitiba
No último dia 26 de junho foi lançado em Curitiba o livro «Igrejas Ucranianas - Arquitetura da Imigração no Paraná» fruto de um trabalho de pesquisa de 4 anos do Instituto Arquibrasil. O projeto teve a coordenação Geral de Key Imaguire Júnior e a pesquisa, elaboração e organização de textos é de autoria de Fabio Domingos Batista, Marialba Rocha Gaspar Imaguirre e Sandra Rafaela Magalhães Correa. O livro editado com 406 páginas contém iformações históricas sobre a imigração ucraniana no estado do Paraná, descreve a técnica construtiva e a religiosadade ucraniana, faz um registro de 25 edifícios ricamente ilustrado com fotos. Na cerimônia de abertura, o Coordenador Geral do projeto Key Imaguire Junior afirmou que o Brasil vai levar um “susto” com a descoberta dessa riqueza cultural de origem ucraniana que integra o patrimônio cultural brasileiro. Na oportunidade manifestaram-se a Consul da Ucrânia Larysa Myronenko, o Presidente da Representação Central Ucraniano Brasileira Vitório Sorotiuk, o representante da Petrobrás, o Arcebispo Ortodoxo Dom Jeremias Ferens, o Bispo da Igreja Greco-Católica Ucraniana Dom Daniel Koslinski a a historiadora Oksana Boruszenko. A Consul da Ucrânia Larysa Myronenko expressou o orgulho da Ucrânia pelo patrimônio construido no Estado do Paraná pelos descendentes de seu povo. O Presidente da Representação Central Ucraniano Brasileira Vitório Sorotiuk destacou que os ucranianos tem no seu poeta maior Taras Chevtchenko a inspiração para aprender e estudar com os demais povos e preservar o que é seu. A historiadora Oksana Boruszenko ilustrou aos presentes a contribuição dos ucranianos nos vários domínios da atividade produtiva e cultural, com a introdução do cooperativismo, da indústria moageira e de sua riqueza cultural.
As maquetes e os painéis da exposição poderão ser visitados em Curitiba no Museu Paranaense - Rua Keller, 289 - Alto de São Francisco - Curitiba - Paraná de 27 de junho a 12 de julho de 2009 - de terça a sexta feira das 9:00 às 17:00 horas e sábados, domingos e feriados das 11:00 às 15:00 horas. No dia 17 de julho a 02 de agosto de 2009 no Museu do Milênio - Rua Cândido de Abreu S/N - Centro - Prudentópolis - Paraná e em 14 de agosto de 2009 no Paço da Liberdade - SESC PARANÁ - Praça Generoso Marques em Curitiba.

Uma parte da história ucraniana contada em livro
Leonardo Coleto Daniel Caron Fábio Batista e Marialba Imaguire foram dois dos três arquitetos pesquisadores responsáveis pela criação do livro Igrejas ucranianas: arquitetura da imigração no Paraná. Após quatro anos de estudo e 15 mil quilômetros percorridos pelo Paraná, pesquisadores do Instituto Arquibrasil concluíram o livro Igrejas ucranianas: arquitetura da imigração no Paraná. Contendo informações que dizem respeito às estruturas remanescentes da vinda dos ucranianos ao País e ao Estado, o livro pode ser considerado como o mais completo no assunto. A construção do material contou ainda com entrevistas com moradores das comunidades ucranianas e buscas em arquivos de todo o Estado. Fábio Batista, Marialba Imaguire e Sandra Corrêa, foram os arquitetos pesquisadores responsáveis pela criação do livro. Para Batista, todo o material coletado durante os quatro anos reproduzem a situação em que se encontram as 220 igrejas ucranianas no Estado.

Em todo o Brasil, registramos 250 igrejas com cuja arquitetura representava a maneira como os moradores de certa região da Ucrânia construíam suas igrejas. Falamos assim, pois em cada local do País as estruturas são diferentes, dependendo da proximidade dos países vizinhos. Por isso, temos no Paraná parte dessa mistura, que consiste em igrejas cuja planta é formada em cruz grega e ostenta uma cúpula octogonal em sua parte mais alta», descreve o pesquisador.

Para conseguir encontrar todas as igrejas ucranianas no Estado, a equipe contou com a ajuda das igrejas que também apresentam características daquele país. «Conseguimos chegar às igrejas através de uma lista de comunidades cedidas pela Igreja São João Batista, em Curitiba. Assim, começamos nossa empreitada e fomos adentrando cada vez mais em cidades do interior do Estado. Em várias delas pudemos comprovar o capricho que os descendentes têm em sua cultura e, ao mesmo tempo, a destruição de igrejas antigas», conta Imaguire.

Segundo os pesquisadores, a maior concentração de igrejas ucranianas no Estado fica nas cidades de Mallet, Prudentópolis e União da Vitória, ao contrário da região noroeste, onde nenhuma igreja foi constatada. De acordo com Imaguire, muitas dessas igrejas antigas são de madeira e estão sendo substituídas por estruturas em alvenaria. Para ela, o livro ajudará essas comunidades a resgatar aquilo que faz parte de sua história. «Acredito que os ucranianos e seus descendentes aqui no Paraná vão acordar para o seu riquíssimo patrimônio com esse livro. Essas estruturas não podem se tornar um patrimônio esquecido, e é isso que pretendemos com a nossa publicação”, conta. Todo o processo de construção e publicação do livro foi patrocinado pela Petrobrás através da lei Rouanet de incentivo à cultura.

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html