segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Jesus é profeta para os Muçulmanos

Islâmicos respeitam comemoração do Natal, mas data não tem significado religioso para eles.
A religião islâmica (ou muçulmana) tem Jesus Cristo como um dos seus cinco principais profetas, ao lado de Abraão, Noé, Moisés, e Mohamad (ou Maomé), este último, a principal figura do islamismo, para quem teria sido revelado o Alcorão (ou Corão), o livro sagrado da religião. Jesus é citado 19 vezes no Alcorão.
Além disso, a Virgem Maria, sua mãe, também é lembrada no livro sagrado islâmico
“Allah – Sao La Ilaha Ila Allah (não há divindade a não ser Allah – frase dita como testemunho à existência de Allah, um dos cinco pilares da religião) – descreve Jesus no seu sagrado Alcorão como um dos cinco maiores profetas, apesar de Allah – Sao La Ilaha Ila Allah – ter enviado mais de 124 mil profetas. Os cinco maiores profetas são: Abrahão, Noé, Moisés, Jesus e Mohamad. Esses são os profetas que mais se sacrificaram pela causa de Allah – Sao La Ilaha Ila Allah.
Jesus, então, é reconhecido como um dos grandes profetas. 
Não há diferença entre um profeta e outro. E temos uma sorata especialmente em nome de Maria, que é a mãe de Jesus, a Virgem Maria”, explica o xeique Aly Saleh, diretor religioso da SBM (Sociedade Beneficente Muçulmana) da Mesquita São Paulo.
Essa percepção é ratificada inclusive por um representante da Igreja Católica Romana. “Para o judeu religioso, Jesus não significa nada. Mas para os muçulmanos, Jesus é o maior dos profetas depois de Maomé, e Maria (mãe de Jesus), é muito homenageada pelos muçulmanos. Inclusive tenho dados de que nas ruínas da cidade de Éfeso, na Turquia, por exemplo, onde existe uma casa a qual, conforme a tradição, teria sido a casa onde Maria residiu com o apóstolo São João, é centro de peregrinação para cristãos e muçulmanos, também.
Então, para eles há muito mais sentido religioso no Natal, além do sentido social. 
Enquanto para o judeu há apenas o sentido social, como mecanismo de adaptação à cultura européia-ocidental que passou também a vigorar no Brasil”, afirma o antropólogo e professor da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) Bartolomeu Tito Figueirôa de Medeiros, conhecido como Frei Tito.

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html