quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Mauricio Fruet - impagável -


Uma das marcas do ex-prefeito de Curitiba, Maurício Fruet (1939 –1998 ) foi o seu humor com os amigos. É sobre isso que ele falou nessa entrevista, gravada em julho de 1997.
A conversa, na íntegra, estará na série de livros "Memória Paranaense". Fruet foi radialista e apresentador de TV. 
  Também foi vereador em Curitiba, deputado federal por duas vezes pelo PMDB e prefeito de Curitiba. Foi  também  secretário de Estado de Ciência e Tecnologia.  


José Wille - O senhor ganhou fama pelas brincadeiras no rádio, na televisão, com os seus colegas. Como surgiu isso? 
Maurício Fruet - Bom, as pessoas às vezes criam histórias e estórias.
Existem muitas... Agora, é claro que num ambiente de rádio, televisão, de muito companheirismo, de pessoas com quem, ao longo do tempo, se cria uma amizade muito forte, acabam ocorrendo inevitavelmente brincadeiras de toda ordem, brincadeiras evidentemente sérias, sem comprometer ninguém, mas sempre positivas, sem nada de ofensivo à pessoa.
Isso acontecia muito, na rádio, na televisão.
Por exemplo, na televisão, o Jamur Jr., que é um fantástico gozador e vivia brincando com todo mundo, estava apresentando o programa.
Com um laço de corda, amarrei o pé do Jamur e comecei a puxar.
Ele estava apresentando o noticiário e avançava no programa.
No dia seguinte, eu estava apresentando um programa de esporte e o Jamur não teve dúvida: preparou a vingança.
Pegou um pneu de trator, que estava no estúdio de uma propaganda de uma recauchutagem daqui de Curitiba, e o jogou em minha direção.
E eu apresentando o programa e o pneu vindo, vindo, até que, com o pé direito, de forma que muita gente nem percebeu, eu devolvi o pneu.
Eram brincadeiras desse tipo.
Na rádio, principalmente, as brincadeiras eram frequentes.
As pessoas trocavam texto, mudavam o horário do relógio para o locutor se atrapalhar, então a gente tinha que estar sempre meio preparado. E uma das brincadeiras engraçadas que ocorreu comigo foi com um amigo meu, já falecido, Azor Silva, que apresentava um programa e, a cada meia hora, dava a temperatura em Curitiba.
E olhava pela janela do estúdio. Se estivesse céu azul, sol, dizia “olha, temperatura em Curitiba muito boa, céu azul nas próximas 24 horas, não vai chover” etc. Um dia, eu e um outro amigo pegamos um esguicho, jogamos água do telhado da rádio, que passava pela janela, e o Azor não teve dúvida:  “grande chuva em Curitiba, uma tempestade, de uma hora para outra, começou na nossa cidade”. Foi muito engraçado, porque a audiência do programa era enorme e grande o número de telefonemas para saber o que estava acontecendo. “Só está chovendo aí?”.
No final, o Azor disse “só está chovendo aqui” e contou a história, que eu e mais um outro tínhamos jogado água pela janela.  
José Wille - O próprio Azor, uma vez, perdeu a paciência em um programa de televisão no Canal 12.  
Maurício Fruet - Esse fato é muito famoso, muito interessante.
O Azor tinha um programa de disc jockey.
Ele selecionava os discos, levava o disco, mostrava a capa e começava o programa dizendo “hoje vamos ouvir”, por exemplo, ”a Orquestra de Jorge Melacrino, a música da faixa número 3, que eu achei muito bonita e...”. Neste dia, o sonoplasta se enganou e colocou um samba. O Azor falou “houve um engano, vamos trocar isso aí. Mas já que ele tocou esse samba, o disco é esse aqui”. Pegou outra capa e a mostrou, dizendo “então, vamos ouvir, que é muito bonito”. E o sonoplasta colocou a Orquestra de Jorge Melacrino. O Azor perdeu a paciência e disse “olha, eu estou fazendo esse programa, não ganho um tostão, vocês pensam que a televisão paga alguma coisa? Não paga nada! Os discos do programa são meus, não são da televisão.
A única coisa que a televisão faz é esse painel que está aqui atrás, esse cenário aqui... E sabe de uma coisa, telespectador? Sabe de uma coisa? É tudo papel!” E começou a furar o painel.
O programa saiu do ar, mas ficou tudo numa boa, pois o dr. Nagib achou graça da história e terminou desse jeito mesmo.

Fonte:Blog do José Willi

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html