sábado, 30 de abril de 2011

OS PODEROSOS CHEFÕES

Quando apresentava programas de rádio, sempre recomendava para os ouvintes fazerem de quando em vez, uma visita a um cemitério.

Sei que para alguns a idéia parecia meio sinistra, mas ao dizer o porquê do convite, acho que alguns concordavam.

Por que visitar um cemitério a não ser no dia 2 de Novembro, ou sepultamento de pessoa conhecida, parente etc.?

Respondo! Alí lendo as lápides, encontramos nomes de personalidades que em vida tiveram, poder e riqueza.

E muitos poderosos chefões, que mandavam e desmandavam, na base do "sabe com quem está falando" ou "sou amigo de copa e cozinha do seu patrão, portanto tome muito cuidado", ou ainda, " manda quem pode,obedece quem tem juízo" (hoje, por que antigamente era "obedece, quem precisa").

Alí, (no cemitério) estão enterrados, grandes chefões de empresas, políticos, generais, artistas, enfim é o destino de todos nós.

Para morrer basta estar vivo!

Em sendo assim, é de se perguntar, por que tanta ambição pelo dinheiro? Porque é aí que tudo começa, com ele vem o poder político, empresarial e até de síndico de prédios e condomínios.

Por que toda essa maratona, se no final todos vamos para a cidade dos pés juntos, lá onde quem está dentro não pode sair, e quem está fora, não quer entrar?

Muitos que estão lá, negaram promoções a seus subordinados, mataram ou mandaram matar, trapacearam, foram corruptores ou corrompidos, traíram e foram traídos, e por aí a fora.

Quero crer que a grande maioria não pertencia aos citados no parágrafo acima, por isso a esperança de que nem tudo está perdido.


Na vida,tudo passa, tudo passará.

Pense nisso e reveja seus conceitos e suas atitudes, tenho certeza de que serás mais feliz.

E...não esqueça, visite um cemitério de quando em vez.


Pode ser filosofia de botequim. Mas é o que penso!!!

sexta-feira, 29 de abril de 2011

GUSTAVO FRUET AGENDA DE SABADO



Gustavo Fruet palestra
na assembléia do Rotary
 
Neste sábado, rotarianos de 80 clubes que compõem o Distrito 4730 do Rotary Internacional estarão participando da assembléia preparativa para o ano rotário 2011-2012. O evento acontece na Faculdade Facear, em Araucária, e reúne os clubes de Curitiba, Região Metropolitana, Litoral e parte dos Campos Gerais. No Paraná, são quatro Distritos de Rotary, e o de número 4730 congrega cerca de 1700 sócios.
 
Durante a assembléia os novos diretores dos clubes traçam metas e debatem ações para o futuro da instituição em suas cidades, bairros e localidades. Convidado para o evento, Gustavo Fruet vai falar sobre a importância do terceiro setor, destacando ações e conquistas a partir da parceria entre entidades sociais, poder público e iniciativa privada.
O governador eleito do Distrito 4730, Romualdo Inckot, ressalta que o Rotary tem se destacado como a principal organização não-governamental do mundo, graças a dedicação e doação dos profissionais que fazem o dia-a-dia da entidade. O futuro governador lembra que no final da década de 80 Gustavo Fruet foi rotaractiano do Rotary Club Curitiba Sul e posteriormente de destacou na atividade pública. “Agora teremos a oportunidade de ouvir suas experiências e sugestões”, acrescenta.

Gustavo Fruet prestigia os 100 anos do sindicato mais antigo do Paraná
O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Gráficas do Estado do Paraná (STIG- PR) completa 100 anos de fundação neste sábado, dia 30 de abril. Para comemorar a data, a entidade realiza dois eventos voltados aos filiados, no sábado e no domingo, e também lança uma revista para relembrar os fatos marcantes que compõem o centenário da entidade.

O sindicado é considerado o mais antigo do Paraná e representa atualmente uma classe com 1.350 trabalhadores. Sua longa trajetória de mobilização por melhores condições de trabalho e o pioneirismo na organização dos trabalhadores fazem com que os 100 anos de existência do STIG estejam intrinsecamente relacionados com a própria história do Paraná e do processo de industrialização e modernização vivido pelo estado ao longo do século XX.

Um dos eventos comemorativos acontece na noite desse sábado, será um jantar reunindo os trabalhadores que compõem a instituição. Gustavo Fruet é convidado para o evento e já confirmou presença. O sindicato fará na oportunidade uma homenagem a Mauricio Fruet, que mantinha relação estreita com a entidade durante toda sua vida pública, principalmente quando do seu mandato frente à prefeitura de Curitiba. “É uma entidade que merece todo o respeito e reconhecimento. É uma trajetória louvável de luta em defesa dos trabalhadores”, destaca Gustavo.
 

VOCÊ ACREDITA NA ATRAÇÃO DE OPOSTOS


 Os opostos realmente se atraem?
Com 15 anos de experiência em uniões de casais, especialista diz que a compatibilidade é a melhor forma de encontrar o par ideal


Reprodução
As relações bem sucedidas geralmente são aquelas em que o casal possue o mesmo nível social, financeiro e cultural
Imaginem um casal que tenha gostos e temperamentos completamente diferentes um do outro.
Enquanto ele prefere a vida noturna, ela é adepta ao estilo caseiro.
Ele sonha em ter filhos, já ela não pensa em ser mãe tão cedo.
Na teoria, a expressão de que os opostos se atraem parece funcionar.
Mas na prática, as diferenças entre duas pessoas podem contribuir para que a relação dê certo?

A pedagoga Sheila Rigler, diretora da agência de relacionamentos Par Ideal, que atua há 15 anos no mercado, acredita que o namoro tem mais chances de vingar quando existem semelhanças entre o casal.
"As relações bem sucedidas geralmente são aquelas em que ambos possuem o mesmo nível social, financeiro e cultural.
Na agência o que fazemos é proporcionar o encontro de indivíduos que tenham afinidades e gostos em comum", afirma. O método usado pela Par Ideal, no qual se apresenta perfis semelhantes, parece eficaz. Não é à toa que na agência foram realizados 1.400 casamentos.

Segundo a especialista, se o homem não gosta de cigarro, por exemplo, ele deve evitar sair com uma mulher que seja fumante.
"Mesmo que a relação dê certo no começo, no futuro pode ser um problema sério para o casal". De acordo com uma pesquisa realizada pela agência Par Ideal, 90% das pessoas cadastradas que não fumam afirmam que o cigarro atrapalha nos relacionamentos.
Os ex-fumantes são unânimes em dizer que o hábito do parceiro não é bem visto.

No entanto, existem aqueles que se sentem atraídos por pessoas completamente opostas.
"Muitas vezes isso tem a ver com a ideia de enxergar no outro o que ela sempre desejou para si mesma.
A fase inicial é de admiração, mas com o tempo, as divergências vêm à tona", diz. Para Sheila, um relacionamento duradouro envolve compatibilidade de ideias e objetivos parecidos na vida.
"Mas acima de tudo, todos devem primeiramente se conhecer bem, para depois saber quem será a pessoa ideal para compartilhar uma vida a dois", finaliza.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

PAPO ENTRE AMIGOS

Ontem 27-04-11,tive a alegria de fazer uma visita a um amigo de quase meio século de amizade.

Conversa vai,conversa vem e fomos desfiando passagens alegre e felizes que tivemos juntos na profissão que escolhemos,ele aqui na Terra dos Pinheirais e eu lá nos Pampas Gauchos,ser RADIALISTA.

Basilio Junior (Wasyl Stuparik descendente de Ucranianos) que foi a primeira pessoa com quem mant ve contato quando aqui cheguei na manhãzinha de 7/04/1964.

Trabalhamos juntos em várias emissoras de radio da capital,eu na parte falada e o BJ na parte técnica.

 Falamos hoje de como não dávamos importância ao dinheiro,chegando a ponto de não lembramos de quanto ganhávamos de salário na época.

E hoje vivendo a felicidade de sermos já avôs,o Basilio avô da Luiza...e esperando a chegada de Laura e eu avô de Danielzinho,Yuri e Juliana,a mais nova, já com 22 anos e a Marjori que já me deu um bisneto o Nitai.

Cabelos brancos,algumas rugas a mais.Saude boa e muita disposição para o trabalho.Ele em seu estudio de gravações e eu dando uma de blogueiro.Ser blogueiro é como ter caminhão velho:NÃO DÁ LUCRO MAS  É DIVERTIDO.

Falamos de amigos de ontem e de hoje e no final das contas contabilizamos algumas perdas,mas também muitos e muitos ganhos.

Um dos pontos altos de nossos recuerdos foi o relativo a nossas companheiras Dilma esposa do Wasyl e Zenaide (Nadja) minha esposa.

Curioso é que o Wasyl casou com Dilma,brasileira sendo Ucraniano e eu casei com Nadja,Ucraniana, sendo brasileiro

É isso ai: As coisas mais importantes na vida não são coisas!!!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Que divulgação, hein? - Elon Garcia

(publicado originalmente em 26/abr/2008 - Que divulgação, hein? )

Ainda bem que eu era boêmio, só um pouco, mas aprontei muitas que ainda vou lhes contar mais adiante.

Estando na Guairacá, surgiu então oportunidade de fazer reportagens para a programação diurna da emissora.
Falava do trânsito, de política, enquetes eleitorais, porém nunca gostei de lidar com barra pesada, como plantão policial por exemplo.

Assim fui em frente, e como sempre digo, gosto de desafios.

Certo dia de folga, dei uma passada de noite na rádio e encontrei o Elon Garcia, aquele vozeirão da propaganda da antiga loja Disapel, quem é curitibano com mais de 50 aninhos deve lembrar.

Pois bem, o Elon era da nossa equipe, mas quando tinha um tempo ocioso pegava o táxi do pai dele, se não me engano, e tentava faturar algum.

Eu já de caco cheio, queria promover meu nome para a Rádio, entrei no taxi e pedi que ele subisse e voltasse pela Barão, que tinha duas mãos de tráfego.

Claro que pagaria. Então meus amigos, enquanto ele subia e descia a Barão, eu ia com a mão do lado de fora do carro gritando:
- "Paulo Branco...Paulo Branco...".

Quando parava de bater na lataria do carro,virava pro Elon e dizia:
- "Que Divulgação,hein?". Só soube disso, na manhã seguinte...

Até hoje passados mais 30 anos, onde o Elon me encontra ele fala:
- "Que Divulgação,hein PB?"

Pode uma coisa dessa. E Viva o Vitório!

terça-feira, 26 de abril de 2011

A Noite é da Elite

- E a vida foi me levando,


até que certo dia o nosso comandante Jair deixou a RI e foi dirigir a Rádio Guairacá, que foi uma das maiores emissoras paranaense, hoje não existe mais.


Com carta branca e dinheiro, começou contratar membros da equipe RI, e lá fui para o novo prefixo na Barão do Rio Branco, uma rua central de Curitiba.


Fui comandar o programa "A Noite é da Elite", sendo assim denominado porque a patrocinadora era a Casa Elite, um magazine da cidade.


E aí tudo mudou, meu horário que era das 5 as 8 da manhã, passou a ser da meia noite até as 4 da matina.


Tudo novo, nova maneira de apresentar, enfim, um novo desafio.
Gosto de desafios, tanto que estou tentando escrever alguma coisa. Esse desafio agora, é dos brabos, mas fazer o quê?


Deixa a vida......

segunda-feira, 25 de abril de 2011

PLANTAR UM BOSQUE

" Plantar um bosque na alma,e curtir a sombra,o vento,a chuva,as crianças,o sossego.

   Não precisam ser reais.

    Eu até acho que a realidade não existe:

    existe o que nós criamos,sentimos,vemos ou simplesmente imaginamos"


                                             Lya Luft,escritora

domingo, 24 de abril de 2011

Recordando mais da Independência

(publicado originalmente em 22/abr/2008 - Recordando mais da Independência )

Continuando a passagem pela RI (Rádio Independêcia), ainda no ano de 1964 conheci exelentes apresentadores como Wilian Sade, Tonio Luna, Hamilton Correia, Paulo Cesar, Contin Mendes e Gilberto Fontoura. E o programa "Paraná Bom Dia" seguia com muito sucesso.
Na sequência, vou lembrando outros grandes apresentadores.

Gostaria de aproveitar e solicitar aos amigos, material fotográfico daquela época, para que possamos criar uma Galeria de Fotos no BLOG. Melhor ainda, seria ter gravações diversas dos grandes locutores e apresentadores. 
Que tal criar uma VOZOTECA? 
Entrem em contato pelo BLOG ou enviem para EMAIL pbradialista@yahoo.com.br


Já me cobraram de só contar sobre a Independência, mas logo teremos histórias da Guairacá, Cultura, Atalaia, Cidade, Colombo, Educativa, Curitibana e Paraná. Ufa!... acham pouco?
Tem ainda rádios pelas quais passei nas regiões oeste e sudoeste do Paraná, além da andança pela Secretaria de Comunicação do Paraná, onde tive o privilégio de prestar seriços para 4 governadores.
Esperem, pois temos coisas e "coisas" pra contar.

sábado, 23 de abril de 2011

PRÁ TODO MUNDO

F
L
I
Z                P Á S C O A

P E N S A M E N T O


" Eu comecei a acreditar que o mundo inteiro é um enigma inofensivo que se torna terrível pela nossa própria tentativa furiosa em interpreta-lo como se ele tivesse uma verdade secreta."

Umberto Eco,escritor italiano

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Registros profissionais




Revendo alguns documentos para relembrar fatos e causos, encontrei meus registros de radialista e jornalista na DRT - Delegacia Regional do Trabalho. O de jornalista datado de 21/10/1970, livro próprio de número 4, folhas 3v, de acordo com art.lº do decreto lei 972 de 1969; e o de radialista datado de 7/10/1980, que leva o número 287 livro 2, folhas 45v. Claro que eu já atuava nestas profissões desde a década de 50, mas obtive os registros a partir daquelas datas, pois passaram a obedecer carater obrigatório.
  Agente Profissional de Comunicação Social e atualmente estou fazendo curso de blogueiro ( confesso que é muito dificil e complicado fazer com que o computador faça o que você imaginou fazer. Sempre gostei de desafios e mesmo aos oitentinhas pretendo ainda nesta encarnação chegar lá,só que ainda não sei onde  é esse LÁ.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Agente Profissional de Comunicação Social

Muito obrigado amigo tres anos passados iniciei este Blog mais para contar minha vida profissional e também como funcionavam as coisas do rádio  a mais de 50 anos atrás.

Acho que consegui rememorar desde meu teste de admissão na Rádio Cultura de Erechim RS em 1952.
Não tive outra profissão que não fosse o rádiojornalismo.
Nos últimos 20 anos exercitei o rádio estatal,fiz concurso e acabei me aposentando como servidor público
estadual no cargo de Agente Profissional de Comunicação Social.
Mas voltemos ao Paulo Branco.com  e  aqui quero expressar meu mais profundo agradecimento a todos os que direta ou indiretamente me ajudaram  a chegar até 30 de Dezembro de 2010.
Que o " O patrão velho lá de cima abençoe todos vocês"!
Continuo esperando a ajuda de todos,lendo,criticando,sugerindo matéria para nosso modesto blog.
 
Só me resta cantar:

"Deixa a vida me levar...Lá vou eu...Sou feliz e agradeço por tudo que Deus me deu".

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Paraná Bom Dia - 3

(publicado originalmente em 22/abr/2008 - Paraná Bom Dia - 3 )

..voltando as recordações: comecei então apresentar o programa "Paraná Bom Dia" com 03 horas de programação, que deveriam ser renovadas todos os dias. De 15 em 15 minutos trocava o ritmo musical e muita hora certa.

Tive a oportunidade de ser intermediário na ajuda a muitas pessoas, conseguindo passagens àqueles que necessitavam tratamento de saúde, cadeiras de rodas, internações hospitalares e por aí a fora. Fazia de tudo para ajudar, já que tinha um microfone e um veículo de grande audiência como a RI (Rádio Independência).

Chegaram a me propor uma candidatura num cargo eletivo, o que de pronto recusei. Respondi que se atuava a favor da população, não achava justo (como acho ainda) entrar em suas casas e pedir voto. Se o fizesse, estaria cobrando pelo que fazia. Recém chegado em Curitiba, eu gostava mesmo de ser convidado e comparecer em festas, divulgar meu programa e fazer amigos, como de fato consegui.

A rádio era minha família aqui na
terra dos pinheirais. A RI foi pioneira na transmissão 24 horas por dia. Não eram só programas de música, sempre havia um apresentador informando, interagindo com ouvintes e repórteres pelas ruas, inclusive com a grande equipe de esportes, sob o comando de Willi Gonzer.

Tem mais.

ÓTV está chegando


Curitiba e sua gente começam hoje a ser retratadas pelas câmeras de um novo veículo de comunicação.

Entra no ar, a partir das 17 horas desta terça-feira, a ÓTV, canal de tevê por assinatura do Grupo Paranaense de Comuni­­cação (GRPCom).
A emissora – que ocupa o canal 23 da Net Digital de Curitiba – aprofunda a cobertura local já existente e oferece aos telespectadores uma programação diferenciada, com olhar voltado ao que acontece na cidade.
Programação
Estreia
Confira parte da grade de programas de hoje da ÓTV:
- O publicitário Eloi Zanetti fala sobre como vê Curitiba, às 21h10, no Outra Conversa, apresentado por Sandro Dalpícolo.
- O programa Passado e Presente, às 21h30, com Fernando Parracho, resgata a história da televisão.
- De segunda a sexta-feira, às 22h30, Cibele Fontanela apresenta o Revista Curitiba, mais voltado hoje aos bastidores da ÓTV.
- O Cine Ó, às 23h30, com Carla Lima, tem a participação do diretor paranaense Guto Barra, sobre o documentário Beyond Ipanema.
Ao todo, são 28 programas de jornalismo e entretenimento a serem exibidos das 17 horas à meia-noite – 23 produções próprias e cinco reapresentações de programas da RPCTV.
A grade jornalística da ÓTV conta com noticiários de hora em hora, um telejornal diário e programas de entrevista com temáticas variadas.
“Vamos aprofundar e dar mais vazão ao noticiário de Curitiba. Sempre teremos um olhar curitibano sobre os assuntos”, afirma o coordenador de jornalismo do canal, Marcelo Dias Lopes.
Entre os programas a serem transmitidos no dia de inauguração estão Passado e Presente, Outra Conversa, Ó Divã, Revista Curitiba, Cine Ó e Ó Gourmet .
Integração
Embora conte com equipe própria, um dos diferenciais da ÓTV é a colaboração e a participação de profissionais de outros veículos do GRPCom, como a Gazeta do Povo. “Esse é um dos pontos principais da ÓTV. 
Teremos rádios, jornais e tevês unidos. 
Um ponto muito positivo”, diz Lopes.
A redação da Gazeta ganhou uma bancada de onde editores e repórteres entrarão ao vivo para comentar as principais notícias do dia.

Enquanto a TV EDUCATIVA e as rádios AM/FM da mesma organização governamental retiram seus melhores programas do ar a ÓTV faz o que deveria ser feito pela estatal.

Até parece jogada ensaiada.

Na EDUCATIVA retransmissão de programas de fora.

Na ÓTV programação local de primeira qualidade.

Quem sabe,sabe.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Depoimento de Guilherme sobre cantora paranaense


Caro Paulo Branco,

Sou Guilherme Fratin, 3º Sargento do Exército, curitibano, 28 anos

Escrevo-te pelo motivo de ter visto sua recordação à Dona Hygina Bocchino.
Nesta sexta, ontem, minha tia Helena Fratin me telefonou para informar que a minha querida amiga Hygina Bocchino havia falecido.

Bom Paulo, minha família é migrante do Rio Grande do Sul, mas está enraizada em Curitiba há mais de 40 anos. 
Por que lhe escrevo? Porque não sabia mais com quem compartilhar minha tristeza pela perda de minha amiga.
Sabe Paulo, hoje eu estou morando em Ponta Grossa, mas a minha casa, que está alugada, fica a 3 casas da antiga casa da Dona Hygina e do "Seu" Fressato, no cajurú.
Eles moraram por mais de cinquenta anos naquela casa. Hoje infelizmente, mais precisamente, mês passado, ela foi completamente demolida para dar lugar a um conjunto de triplex. Adelino Fressato e a Dona Hygina eu conheço desde que eu nasci. Passavamos tardes tomando café p reparado pela Dona Hygina e o seu Fressato me mostrando seus violões e o seu Vanguard 1950, que tantas vezes ajudei a fazer funcionar.
Eram as pessoas mais lindas que conheci.
Tenho na minha memória e meu coração para sempre, os lindos girassois do jardim do Seu Fressato na Rua Luiz França.
Quando eu casei em 2007, Dona Hygina escreveu-me uma carta muito emocionante, que guardo como se fosse um diploma.
Para minha querida amiga e eterna Professora Hygina, que Deus e Adelino Fressato recebam-na com muito amor e afeto.

Paraná Bom Dia - 2

(publicado originalmente em 20/abr/2008 - Paraná Bom Dia - 2 )

O programa tinha de tudo o que se possa imaginar ter num programa de rádio.

Sem falsa modéstia marcou época, e olha que tinham dois pesos pesados para competir, o Arthur de Souza na Colombo e o Abel Scuissiato na Cultura, donos das maiores audiências no horário.

Hoje me dei conta de que não havia preocupação com o que cada um apresentava em seu programa, porque simplesmente não ficávamos ouvindo o outro.

Não dava tempo e como dizia o Muricí, cada um por si e Deus por todos, naturalmente.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Paraná Bom Dia

( publicado originalmente em 18/abr/2008 - Paraná Bom Dia )


Depois de uma pausa para refrescar a memória, volto às minhas andanças pelo Rádio Paranaense.
Já contratado pela Rádio Independência, passei apresentar notícias de hora em hora e um grande noticiário, conhecido como jornal falado devido duração e conteúdo maiores, em dupla com Adelson Alves. Depois, Adelson foi para Rádio Globo do Rio de Janeiro(RJ) e atualmente está na Rádio MEC (Ministério da Educação e Cultura). Conheci os integrantes da Equipe Independência, entre eles, Irineu Silva, Jota Pedro(não confundir com o JP), Camilo Jorge e Ivan Cury, entre outros nomes que agora não me ocorrem.
Todos sob a direção do Jair de Brito.
Certo dia o Jair perguntou se eu não gostaria de apresentar um programa.
Topei na hora e passei apresentar o "Paraná Bom Dia", das 5 as 8hs da manhã.
Adorei fazer aquele programa.

Leia outras matérias e comente no BLOG, sua participação é muito importante.

Rir é o melhor remedio



Maciel e o "casal 20" na B2

Foi em junho de 1990. Sob o comando da Fundação Nossa Senhora do Rocio, a Rádio Clube Paranaense contava com alguns sacerdotes em sua administração.

A linha de conduta dos funcionários certamente era uma das suas preocupações.
Um dia, um padre ligado à Rádio chamou para uma conversa particular os responsáveis pelo Departamento Comercial, Julio Mazepa e Emilson Pohl. Eles, após um período em que haviam trabalhado em empresas distintas, haviam voltado a trabalhar juntos na Bedois.
Depois de muitos rodeios, cheio de constrangimento, o padre criou ânimo e, com muito respeito, perguntou se eles tinham entre si alguma ligação amorosa, em resumo, se eram um casal.

O impacto da pergunta deixou atônitos os dois eficientes profissionais.
Depois, começaram a rir e foram às gargalhadas.
E descobriram que o culpado daquele constrangedor equívoco era o "Véio Zuza" - esse era o apelido do Luiz Nivaldo Maciel.
(Recentemente falecido,que Deus o tenha).
Emilson e Júlio formavam uma excelente dupla de vendedores e estavam sempre juntos nas visitas às Agências de Propaganda e aos clientes diretos.
Assim, saiam juntos, voltavam juntos, freqüentemente no mesmo carro.
Gozador inveterado, o Luiz Nivaldo os chamava de "Casal 20".
Era a maior gozação.
Estando em Roma com a equipe de Lombardi Júnior,(que também já nos deixou) na Copa do Mundo de 90, o "Véio Zuza" maldosamente enviou uma "cartolina postale", assim os italianos chamam os conhecidos cartões postais que são remetidos sem envelope.
O cartão chegou à Rádio e foi lido por todo mundo. Estava escrito no cartão:
"Agora que vocês voltaram a formar o "Casal 20", Roma seria o local ideal para a Lua de Mel".
Todo mundo entendeu que era gozação, menos o ingênuo e zeloso sacerdote.
O Luiz Nivaldo festejou com gargalhadas a confusão que arrumou para os seus amigos.
E os nossos arquivos ganharam mais um fato cômico.
Do site do Ubiratan Lustosa.

sábado, 16 de abril de 2011

Importante - nota enviada por newson@pop.com

SAMU INFORMA:

As ambulâncias e emergências médicas perceberam que muitas vezes nos acidentes da estrada os feridos têm um celular consigo. No entanto, na hora de intervir com estes doentes, não sabem qual a pessoa a contatar na longa lista de telefones existentes no celular do acidentado.

Para tal, o SAMU lança a idéia de que todas as pessoas acrescentem na sua longa lista de contatos o NUMERO DA PESSOA a contatar em caso de emergência.
Tal deverá ser feito da seguinte forma: 'AA Emergencia' (as letras AA são para que apareça sempre este contato em primeiro lugar na lista de contatos).

É simples, não custa nada e pode ajudar muito ao SAMU ou quem nos acuda. 
Se lhe parecer correta a proposta que lhe fazemos, passe esta mensagem a todos os seus amigos, familiares e conhecidos.

É tão-somente mais um dado que registramos no nosso celular e que pode ser a nossa salvação. 
Por favor, não destrua esta mensagem! 
Reenvie-o a quem possa dar-lhe uma boa utilidade.

JOSIANE TROCATTI
Coordenadora Administrativa
SAMU - Serviço de Atendimento Móvel de Urgência

sexta-feira, 15 de abril de 2011

G A F E S

Grandes radialistas e suas gafes - Coronel Horonato

E vai mais uma das que o meu amigo Donato Ramos enviou. Essa tem até a data da ocorrência: 9 de maio de 1980.
Na Rádio Independência de Cascavel, o apresentador "Coronel" Honorato era o titular de um programa de grande audiência.
No mês de maio daquele ano, "Coronel" Honorato fez uma grande promoção para o Dia das Mães.
Certo dia, abordando o assunto ele falou bem assim:
- "É isso aí, ouvintes.
No Dia das Mães nós vamos dar muitos presentes para elas.
Presentes para as mães mais bonitas, para as mães mais feias, para as mães mais isso, mais aquilo, e para as mães mais idôneas."
Nossa! Foi de lascar. A turma não agüentou. 
Ele queria dizer mães mais idosas... e disse mais idôneas.
Ficou muito chato e as gargalhadas vieram impiedosamente.

Morre o homem mais velho do mundo

Morre aos 114 anos nos EUA o homem mais velho do mundo

Walter Breuning morreu de causas naturais em hospital em Montana.
Ele dizia que segredo da vida longa é aceitar a mudança e ajudar os outros.


O americano Walter Breuning, considerado pelo livro Guinness dos Recordes o homem mais velho do mundo, morreu nesta quinta-feira (14) aos 114 anos.
Breuning morreu de causas naturais em um hospital de Great Falls, no estado americano de Montana, onde ele morava.
Ele ficou internado boa parte deste mês, disse Stacia Kirby, porta-voz do asilo em que ele morava.
Breuning era o mais velho homem do mundo e a segunda pessoa mais velha, segundo o Grupo de Pesquisa de Gerontologia, de Los Angeles, Cafilórnia.
 Walter Breuning em foto de 6 de outubro de 2010 (Foto: AP) Walter Breuning em foto de 6 de outubro de 2010 (Foto: AP)
A pessoa mais velha do mundo é Besse Cooper, de Monroe, no estado americano da Geórgia, nascida 26 dias antes que ele.
Em uma entrevista no ano passado, durante seu aniversário de 114 anos, ele revelou o segredo de uma vida longa: sempre abrace a mudança, mesmo quando ela bate na sua cara; coma duas refeições por dia; trabalhe o máximo que pude; ajude os outros; e aceite a morte.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

I D I O T A

Por Alpino . 14.04.11 -

Polícia divulga vídeo do atirador de Realengo


Plano Nacional de Educação


Conheça o Projeto de Plano Nacional de Educação. Publicação da Câmara dos Deputados, organizada por Marcia Abreu e Marcos Cordiolli.
O Plano Nacional de Educação (PNE) está em debate no Congresso Nacional como o PL 8035/10 e estabelece a política educacional para o decênio 2011-2020. O PNE é composto por dez diretrizes e vinte metas.
Este projeto deverá ser debatido pela sociedade e, em particular, pela comunidade educacional.
Você pode conhecer o projeto de lei, bem como a legislação citada, a Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados publicou o livreto Ação Parlamenta nº. 436, organizado por Marcia Abreu e por mim.
BRASIL. Câmara dos Deputados.
Projeto de Lei do Plano Nacional de Educação (PNE 2011/2020): projeto em tramitação no Congresso Nacional / PL no 8.035 / 2010 / organização: Márcia Abreu e Marcos Cordiolli. – Brasília : Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2011. 106 p. – (Série ação parlamentar ; n. 436)
Acesse a publicação e ajude a divulgá-la.
Caderno PNECaderno com projeto de Plano Nacional de Educação

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Plebiscito do desarmamento é cortina de fumaça na crise da segurança , diz OAB

BRASÍLIA - Para o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, a proposta do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), de um plebiscito nacional sobre o comércio de armas de fogo pode ser considerada "uma cortina de fumaça para desviar o foco dos reais problemas".
 Na avaliação de Ophir Cavalcante, o que o país precisa, na verdade, é de um plano nacional de segurança pública, de forma a combater o comércio ilegal de armas e munição, que é o grande propulsor da violência.
- Hoje, vive-se no Brasil uma verdadeira guerra civil urbana pela ausência de uma política clara, consistente e efetiva de combate à criminalidade e o tráfico de armas - afirmou, ressaltando que já houve um referendo em 2005 :
- O plebiscito pode ser uma cortina de fumaça para desviar o foco dos reais problemas de segurança que devem ser enfrentados pelo governo, além de se constituir num desrespeito à vontade popular legitimamente expressada no referendo de 2005
Ainda segundo o presidente nacional da OAB, o governo precisa cuidar da questão da segurança pública como um problema social macro.
- É necessário um olhar nacional e global a respeito de uma política de segurança pública para nosso país - finalizou Ophir.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Tiomkin recebe troféu



O fotógrafo e produtor audiovisual Tiomkim  recebeu na noite de quarta-feira (6/04), no Clube Concórdia, o troféu I Wedding Party Awards, categoria foto jornalismo.
A premiação foi organizada pela jornalista Glória Bertin, do Programa Festas e Sonhos. No total foram premiadas 35 categorias nas áreas de gastronomia, moda e decoração. e prêmios especiais para Dado Dantas & Ilse Lambach, Castelo do Batel, colunistas Marcia Toccafondo, Nemécio Mueller, entre outros.
 
Recebam do PB os parabens,vocês merecem.
 
 
Ricardo Garcia
Jornalista
(41) 96 42 98 35

Onde é quistão

Sabem por que os norte americanos ainda não encontraram Bin Laden? É porque estão procurando nos países que constam do mapa da região, ou seja: Quirguistão, Casaquistão,Usbequistão, Turcomenistão, Paquistão e Tadjiquistão, todos entre Índia, China e Rússia.
Mas tem um que não consta do mapa, e é lá que ele deve estar.
É o ONDQUISTÃO
Simples, assim.
E vamo que vamo ....

Alô Prado



Cheguei em Curitiba no dia 7 de abril de 1964, procedente de Porto Alegre e lá havia um excelente locutor esportivo cujo nome era Euclides Prado.

Não deu outra, o plantonista novato na afobação de dar mais uma informação, lascou a seguinte frase para chamar a atenção do narrador: 
"ALÔ PRADO," o time tal está classificado para segunda fase do campeonato".
Tchan...Tchan...Tchan...Tchan.
Imagine o que aconteceu.

Contato: http://pbradialista.yahoo.com.br

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Rio de Janeiro - A primeira vez a gente nunca esquece


Tive que ir ao Rio, ou mais propriamente ao Ministério do Trabalho, muito tempo antes de Brasília ser a capital federal.
Lá chegando, pergunta daqui, pergunta dalí, queria encontrar o prédio do Ministério.
Bem próximo do meu objetivo, tinha que atravessar uma rua muito larga, mas de pouco ou nenhum movimento. Via carros todos alinhados a uns 500 metros. Deve ser um estacionamente, pensei. Não mais que de repente eles acordaram e vieram em minha direção.
Estava no meio da travessia e eles (os carros) se aproximando.
Correr não dava, voltar não dava; então fiquei estático vendo carros passando pela minha direita e pela esquerda.
De repente tudo cessou e consegui ir até o outro lado. Sabem onde estava?
Estava no meio da Av. Presidente Vargas. Foi assim que conheci o Rio de Janeiro, que continua lindo.
Dá para esquecer uma coisa assim?

Gente boa e competente

(publicado originalmente em 27/abr/2008 - Gente boa e competente )

Conheci, convivi e com elas aprendi muito.

Falei sobre a Rádio Guairacá, mas não citei todas as pessoas maravilhosas que encontrei lá, tais como o Euclides Cardoso, Humberto Lavale, Ney Costa, Sergio Luiz, Luiz Ernesto Pereira, Ana Cristina, Basilio Junior e muitos outros.

Perdoem, mas vou lembrando mais histórias e vou citando. Uma com Elon Garcia já contei dias atrás. Tenho certeza que vou lembrar outras e contar.

Ah! se vou...

domingo, 10 de abril de 2011

E agora o " Manhã Curitibana"

(publicado originalmente em 26/abr/2008 - Agora o Manhã Curitibana )

Equipe é tudo igual, pode ser de futebol ou de rádio, de uma hora pra outra se desfaz.

E foi o que aconteceu com a equipe da Guairacá. Muito bem, lá fui para outra emissora, desta vez a Rádio Curitibana, do saudoso Jorge Nassar, que foi cassado pelo regime militar e nunca mais foi o mesmo. Lamentável.

Mas na época, no auge, ele tinha o programa "A Voz do Povo", as 10hs da manhã, era uma loucura.

Eu tinha o programa "Manhã Curitibana" da 6 as 8hs, depois vinha o Nhô Jeca até as 10hs, então entrava o Nassar, vozeirão, inteligente, sabia fazer as coisas, tanto que tem gente até hoje tentando imitá-lo.

Com o mesmo modelo de programa que ele idealizou, ainda tem radialista sendo eleito. Nesta altura dos acontecimentos, eu apresentava o meu programa, fazia os comerciais no programa do Nassar e de tarde apresentava notícias de hora em hora na Emissora Paranaense, que era do Nagibe Chede, pioneiro da TV no Paraná.

Esta história o Jamur Junior conta em seu livro “Sintonia Fina – Histórias do Rádio”, onde discorre o assunto com muita propriedade.

Aliás, Jamur começou a sua longa carreira no rádio, em 1950, como locutor de um programa infantil da Rádio Ypiranga, de Palmeira(PR).

sábado, 9 de abril de 2011

P E R D A D E T E M P O

"  Eu não acho que essa é a minha função (ajudar a mudar o Brasil).

    Acho perda de tempo tentar influenciar qualquer um.

     Não fico me policiando."



                                                                      Rafinha Bastos,humorista

A mãe do Oreco

(publicado originalmente no blo em31/mar/2008 - A mãe do Oreco)

Quando o Brasil ganhou a Copa do Mundo na Suecia, havia um jogador gaucho chamado de Oréco, por conta disso parte da equipe foi a Porto Alegre.
Claro que o PB foi fazer a cobertura do evento. Chegando ao palanque armado na Av. Borges de Medeiros, dei de cara com aqueles cobrões da época e no meio deles, uma senhora idosa abraçada ao jogador Oréco chorando e dizendo:
-Meu filho...

Aproximei de microfone em punho e fui logo dizendo:
-Vamos ouvir agora a mãe do Oréco.

-A senhora poderia falar da sua emoção como mãe de um jogador tão importante?

Resposta :
-EU NÃO SOU MÃE DO ORÉCO COISA NENHUMA, PARA MIM SÃO TODOS MEUS FILHÕES.

Tóim???!!!!.....

A reportagem, mesmo gravada foi ao ar na integra.
E viva o Oréco.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Tempestade de neve?

(publicado originalmente em 08/abr/2008 - Tempestade de neve? )

Em 1986 eu apresentava um noticiário as 7:30 da manhã, na Radio Estadual (Educativa) juntamente com Sergio Luiz Picheto, Léa Oksenberg, Ovande (ou Ovando) Stori.

O Sergio fazia imitação de um consagrado locutor brasileiro correspondente de uma grande emissora brasileira no Canadá. O dito cujo era chegado num bom wiski e as vezes passava da conta.

Numa destas foi fazer um noticiário para o Brasil e leu:
- "VIOLENTA TEMPESTADE DE MERDA SE ABATEU SOBRE QUEBEK. AS CRIANCINHAS SE DIVERTIAM JOGANDO PELOTINHAS DE MERDA UMAS NAS OUTRAS".

Só que a tempestade realmente era de neve..., é claro!

Em Curitiba existem grandes locutores, dois destes, o Castro e o Stori. Só que um é Ovando e outro é Ovande. Daí minha confusão. Desculpem nossa falha.

Paulo Branco - http://pbradialista.yahoo.com.br

quinta-feira, 7 de abril de 2011

E N C E R R A M E N T O

Subiu para 13 crianças mortas na taragédia que aconteceu em escola do Rio de Janeiro no dia de hoje 7 de Abril,data que marca minha chegada a Curitiba a 47 anos passados.


Confesso que em meus quase 60 anos de profissão e 80 de vida,nunca tinha visto tamanha barbaridade.

Sinceramente,pela primeira vez não sei o que dizer!!!!!!!!!!

Atualizando-noticias -novos detalhes

Um homem matou pelo menos 11 pessoas a tiros em uma escola municipal no bairro de Realengo, zona oeste do Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira.
O atirador se suicidou em seguida.
O incidente ocorreu por volta de 8h da manhã na Escola Municipal Tasso da Silveira. 
A escola tem 400 alunos, entre 9 e 14 anos de idade.
Em entrevista ao canal de televisão GloboNews, o relações-públicas do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel Evandro Bezerra, afirmou que, além dos 11 mortos, outras 18 pessoas teriam sido feridas.
O secretário de Saúde do Estado do Rio, Sérgio Cortes, confirmou que dez meninas e um menino morreram.
Entre os feridos, muitos estariam em estado grave.
De acordo com informações da Polícia Militar, o atirador é Wellington Menezes de Oliveira, de 24 anos, um ex-aluno da escola.
Carta
O coronel Djalma Beltrami, comandante do 14° batalhão de Bangu, responsável pelas operações policiais na região, disse que Wellington chegou calmamente à escola e conversou com professores, se apresentando como palestrante.
Ele então começou a atirar.
O atirador estava vestido preto, usava luvas e um colete à prova de balas, disse o coronel.
Beltrami também confirmou à Globonews que Wellington deixou uma carta de despedida, segundo ele, “ilógica”, com teor "fundamentalista" e "várias frases desconexas".
Entre outras coisas, o homem teria dito que era portador do vírus HIV.
O porta-voz da Polícia Militar, coronel Ibis Pereira, disse à rádio Estadão ESPN que a carta não tinha "nenhum sentido", contendo "palavras que não guardam nenhuma relação lógica, mas que sinalizam um desvio profundo de personalidade e uma demência religiosa."
Segundo Pereira, a carta dava a entender que Wellington Menezes "via algum tipo de impureza nas crianças."
Pereira disse que o homem entrou na escola "fortemente municiado", portando duas armas, uma de calibre 38 e outra de calibre 32, além de diversos recarregadores, e estava "determinado a fazer uma grande matança".
O porta-voz confirmou que, depois de ser atingido por um tiro dos policiais, Wellington cometeu suicídio usando uma de suas pistolas.
O corpo do atirador já foi retirado da escola e encaminhado ao Instituto Médico Legal do Rio de Janeiro.
Disparos
Em entrevista coletiva, o sargento Márcio Alves, primeiro a entrar na escola durante o ataque, disse que participava de uma operação perto da escola quando um garoto ferido pediu socorro.
Ao entrar na escola, o sargento disse ter visto Menezes saindo de uma sala em direção ao terceiro andar da escola.
O policial afirmou ter então atirado no homem, que caiu e, em seguida, deu um tiro em sua própria cabeça.
Uma funcionária da escola disse à rádio BandNews que Wellington Menezes disparou cerca de cem tiros contra os alunos.
"Parecia que a escola estava caindo, parecia bomba. Uma professora saiu gritando, dizendo que tinha um homem atirando, mas ninguém acreditou.
Depois saímos correndo. Foram de 50 a cem tiros, nunca vi coisa igual."
A mulher disse ainda que funcionários e alunos conseguiram sair pela garagem da escola e buscaram refúgio na casa de vizinhos.
O diretor da escola municipal disse à rádio CBN que Wellington Menezes havia visitado a escola há pouco tempo e conversado com professores.
A Secretaria estadual de Saúde do Rio de Janeiro informou nesta tarde (07) uma recontagem das vítimas do tiroteio na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo (zona oeste). O atirador matou 11 crianças, dez meninas e um menino.
O criminoso se suicidou, após ser atingido na perna por disparos feitos por um policial. O tiroteio deixou ainda 13 feridos, dez meninas e três meninos. Quatro deles estão em estado grave. Mais cedo, o Corpo de Bombeiros havia informado que 13 pessoas haviam morrido.
Dilma chora e se diz 'chocada'
Atirador deixou carta


As crianças feridas foram levadas para os hospitais Albert Schweitzer, Adão Pereira Nunes, Pedro Ernesto, Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia e Hospital da Polícia Militar. Ainda segundo a secretaria, assistentes sociais e psicólogos estão prestando atendimento aos familiares das vítimas.

O atirador, identificado como Wellington Menezes de Oliveira, de 24 anos, é ex-aluno da escola. Ele se matou com um tiro na cabeça, depois de trocar tiros com um policial. Segundo as primeiras informações, Wellington teria invadido a escola por volta das 8h30, e disparado de forma aleatória contra as pessoas que estavam no local.

Ainda não há informações precisas sobre o que teria motivado o crime. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação do Rio, cerca de 400 alunos, divididos em 14 turmas, estudam no local no período da manhã. De acordo com os pais e vizinhos, muitos professores salvaram os estudantes ao trancar a porta das salas de aula e travar as maçanetas com cadeiras. Os alunos saíram apenas após o fim dos disparos. O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), se dirigiu para a escola e já chegou ao local.

A presidente Dilma Rousseff está "chocada e consternada" com o episódio. Segundo o porta-voz da Presidência, Rodrigo Baina, a presidente conversou por telefone com o prefeito Eduardo Paes e o governador Sergio Cabral, para saber mais detalhes. 

Ela também determinou ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que entre em contato com as autoridades locais para tomar as providências necessárias.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Paiquimbu, um novo Pai de Santo

(publicado originalmente em 06/abr/2008 - )

Na Rádio Itaí de Porto Alegre havia uma locutor esportivo chamado Celestino Valenzuela.
Certa vez o Valenzuela estava narrando do Olímpico uma partida de futebol, quando o plantão entrou no ar e chamou: - Alô Valenzuela ..., e na afobação de locutor novato informou que no PAIQUIMBU, em vez de Pacaembu...
Quando terminou sua informação o narrador disse: - "Oba! Temos um novo pai de santo, o Paiquimbu".

Quero deixar claro que não vou ficar sempre falando em gaúchos e gauchismos, por que já sou paranaense.
Apenas estou contando a parte inicial na minha profissão que foi proveitosa e muito me ensinou, mas já tenho mais tempo de carteira no Paraná do que no Rio Grande do Sul. 
Tenho inúmeras passagens, gafes, acontecimentos importantes, como também não vou falar, desculpe, escrever somente sobre minha pessoa.
Tem que ter muita calma nessa hora, como diria o Juvenal Antena.

C U R I O S I D A D E


Datas incomuns: 1/1/11
                                     11/1/11

                                                  1/11/11

                                                                11/11/11
                                                               


-

E tem mais!!! Pegue os últimos 2 digitos do ano em que você nasceu,some com a idade que vai ter este ano e o resultado será igual para todos!  111

Sai dessa,amigo!

terça-feira, 5 de abril de 2011

Livro de minhas memórias

(publicado originalmente em 05/abr/2008 - Livro de minhas memórias )

Seguidamente perguntam se estou pretendendo escrever livro de minhas memórias.
Não tenho essa pretensão, até porque na maioria do meu tempo em rádio, utilizava a voz.
Meu negócio era e é falar.

Escrever um bom noticiário, uma boa matéria jornalística, um bom texto de abertura, era tarefa doutro time.
Cheguei a conclusão que ser redator de notícias para rádio hoje em dia é mais tranquilo.
Já não sabemos da origem, se construída ou simples copia da internete. 
Ler noticiário seja qual for a duração, me parece mais fácil.

Difícil é enfrentar um teclado, tirar lembranças ou conceitos da cachola e ainda, preocupar em se fazer entender num bom português.
Resumindo, prefiro enfrentar a "latinha", como se dizia antigamente.

Mas vamos em frente, navegando, escrevendo, postando.
Conto e gostaria da sua ajuda, ora corrigindo, ora criticando e ora, por que não, elogiando meu trabalho.

Se permitido for, sem o intuito de parafrasear um trecho do livro "Memórias de Minhas Putas Tristes" de Gabriel García Marquez; ouso adaptar para minha realidade:
- "Nunca fiz nada diferente de locução e não tenho vocação nem virtude de escrever, ignoro por completo as leis da composição dramática, e se embarquei nessa missão é porque confio na luz do muito que li pela vida afora.
Dito às claras e às secas, sou da raça sem méritos nem brilho, que não teria nada a legar aos seus sobreviventes se não fossem os fatos que me proponho a narrar do jeito que conseguir, minhas memórias neste espaço informático".

E assim encerramos o programa "PB ONDE ANDA VOCÊ" que voltará ao ar amanhã, neste mesmo  horário.
Se Deus quiser.
Na mesma situação um gaúcho tradicionalista, e qual gaúcho não é, diria mais ou menos assim:
- Até amanhã, se o patrão velho lá em riba assim o permitir.

(Técnica de som , prefixo musical vai subindo, subindo e CORTA). OPS! Ato falho. Não estou num estúdio com microfone à frente.

Paulo Branco - http://pbradialista@yahoo.com.br

Parece que foi ontem

                                                               Foto do PB (não parece mas é) no Salão de entrada da AFLCIO,quase enfrente a Casa Branca em Washington em 1982.

Parece que foi ontem...(barbaridade,tchê). kkkkkkkkkkkkk

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Ser jovem

"A primeira coisa que pensei quando me falaram que o tema era 'Ser jovem' foi em pessoas mais velhas,porque ser jovem não é um período da vida,é um estado de espírito,é o amor pela vida,a imaginação,a emoção,a aventura.
 Algumas pessoas enrugam o rosto,mas nunca a alma"

(Maria Tereza Galiotto - 18 anos de idade-estudante)

Bom Dia e boa semana,amigos!!!

Grandes vozes - 14 de abril de 2008 (Caderno de notas)

Não, não estou me despedindo mas sim escrevendo tudo o que me vem à mente e ao coração.
Portanto, não posso me furtar de falar naqueles que eu conheci e que tiveram e têm grandes vozes. A voz é nosso principal instrumento e há que utiliza-lá da melhor forma possível.

No Rio Grande do Sul(RS): Lauro Hagmann (O Reporter Esso da Rádio Farroupilha), Jose Delia, Euclides Prado, Rubens Alcantara, Braga Gastal, Iolanda Pereira, Ojalma, Mendes Ribeiro, Carlos M.Voigt, Hermes Pons; esses os que me lembro, mas claro que existiram e existem dezenas deles.

No Paraná(PR): Alcides Vasconcelos, Ovando Stori, Camilo Jorge, Adelson Alves, Irineu Silva, Ubiratan Lustosa, Luiz Borba, Elon Garcia, Cuatí (não lembro o nome dele), João Feder, Rafael Iatauro, Nestor Baptista, Ovande de Castro, e tantos outros,os quais aos poucos vou lembrando e mencionando sempre que for possível.

Voltarei ao assunto e citaremos também as vozes femininas.

Grandes Vozes (2) - 15 de abril de 2008

Voltando nossas homenagens a grande locutores que tinham e têm grandes vozes, menciono mais alguns hoje: Jamur Junior, Geraldo Santos, Jurandir Carioca, Antenor Ribeiro, Willi Gonzer, Carlos Marassi, Amauri Tomé, Reginaldo Loyola, Alvaro Dias, Claudio Ribeiro, Wilian Sade, Hamilton Correa, Tonio Luna, Paulo Cesar (A baiúca do Xiló), Ivan Cury, Pedro Washington, Sergio Luiz Picheto, Ruben Rolo, Emilio Pitta, Silvio de Tarso, Algaci Tulio, Aden Rossi.

Aos poucos vou lembrando e escrevendo, como se fosse numa grande "Placa de Ouro", pois bem o merecem pelo muito que fizeram pelo rádio brasileiro, cada um na sua especialidade.

Os Impecáveis - 17 de abril de 2008

Luiz Geraldo Mazza, José Wille, Eduardo Schneider, Ruth Bolognese, Fábio Campana, Dante Mendonça, estão entre poucos. Para mim são impecáveis, porque não consigo discordar do que comentam e escrevem em sua colunas de jornais e programas de rádio. Voltarei aos Impecáveis, em breve.
Uma palavrinha aos repórteres de Rádio e TV novatos, que não esqueçam daquela regrinha simples:
Quem-Quando-Onde-Porque.
Respondendo a estes quesitos, estará pronta a informação e o todo mais é complemento ou esclarecimento.

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html