terça-feira, 19 de julho de 2011

MEMÓRIA DOS GATOS

Seletiva, muito seletiva

   Os gatos aprendem e fazem-no depressa.
Por isso aprendem o nome pelo qual o chama ao cabo de poucos dias, onde guarda as gulodices, onde está a taça da água, qual o melhor local para caçar as suas presas favoritas, qual o melhor sítio da casa para dormir a sesta no Inverno, qual o local mais fresco no verão… Os gatos têm memória e ela é duradoura.
Sabem onde procurar a caixa de areia, a gateira, os brinquedos favoritos… A sua memória permite-lhes aprender e recordar as rotinas dos donos e antecipá-las, indo para a cama logo que os ouvem lavar os dentes ou apagar a televisão.
Conseguem mesmo regressar a casa, por vezes, mesmo após muitas semanas e demasiados quilómetros depois, graças ao seu sistema de navegação e à forma como recordam qual era a posição do sol na sua casa.
Recordam bem quem os trata bem e aqueles que devem recear ou atacar, os melhores caminhos e os locais a evitar. Isto é, aprendem e memorizam imensas coisas.
Porém, por vezes parecem não querer perceber que os ratos que caçam não devem ser levados para dentro de casa, a mobília não deve ser arranhada e os donos não gostam que use a sua roupa preta como colchão.
A questão é que há coisas que são de extrema importância para o gato e outras que apenas são importantes para o dono e a sua memória seletiva leva-os a privilegiar as primeiras. Apenas com treino adequado, o gato aprenderá aquilo que deve recordar em nome do dono. Há que respeitar a natureza dos animais e ser um pouco mais inteligente do que eles para conseguir o comportamento ideal ao bom convívio dentro de casa.

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html