segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Recordar é viver (4)

O coração no bico da chuteira - 09 de maio de 2008
  Um programa que gostava muito e que foi um grande sucesso, o "Troca Tudo". 
Já tinha relatado sobre o "Manhã Curitibana", o "Paraná Bom Dia", e outros.
Eu sempre "coloquei o coração no bico da chuteira", como dizia o nosso saudoso e querido Lombardi Junior. 
E graças a Deus, tive bons momentos com meu trabalho e sinto orgulho de enumerar mais alguns.
Lembro de "O Paraná canta nas manhãs curitibanas", onde destacava compositores, cantores de músicas populares e outros de "alto coturno", como Bento Mossurunga que compôs o Hino do Paraná, e assim por diante.
Criei também, bastante ousado para a época, o programa "Os que fazem Rádio no Paraná", que era peculiar.
Eu recebia convidados de outras emissoras, que eram instados a fazer o que não faziam em seus programas. Ou seja, deveriam comentar futebol, ou declamar uma poesia e tudo aquilo que não eram acostumados.

Lancei o "Achados e Perdidos", muitos anos antes dos correios. Passei a idéia adiante, sendo que o radialista Donato Ramos chegou a pôr em prática por algum tempo. A idéia era ter um número de telefone exclusivo, para o programa receber comunicações de achados e perdidos, localizar o interessado e fazer a entrega em seu endereço, mediante pequena taxa de serviços.
Se funcionou eu nunca soube.

As equipes do rádio - 12 de maio de 2008
Não foi uma, nem duas as equipes das quais participei, que eram formadas pelos melhores profissionais da época.
No entanto, não conseguiram sobreviver por muito tempo.
Olhe que não foi falta de engajamento de seus profissionais ao projeto.
Algumas formadas com objetivos claramente políticos, que depois que atingiam seus ideais, deixavam seus integrantes a ver navios.
Nada a fazer.
Muitas vezes não havia contrato, nem carteira assinada. A última aguentou dois anos, era a da Rádio Cidade, hoje Rádio Globo. Naufragou junto com o Consórcio Nasser, grupo proprietário. Foi a maior e melhor equipe que já integrei.
Mas esta história fica para mais adiante, porque antes vou contar quando esttive na Rádio Guairacá, sob a direção do Grupo Paulo Pimentel.
Ali trabalhei por 9 anos, até que o governo militar cassou seu prefixo, quando então já era Rádio Iguaçu.
Motivo: política. 
Até mais.

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html