domingo, 9 de outubro de 2011

Recordar é viver (10)

quarta-feira, 30 de julho de 2008


Paulo Branco vai de blog ... - por Zé Beto


Paulo Branco vai de blog para contar parte da história do radiojornalismo no Paraná

25 Jul 2008


Paulo Branco usa óculos escuros e, para quem costuma olhar pessoas e ama o cinema, aos 77 anos pode até ser confundido com algum artista do cinema italiano da década 40, 50, por aí.
 Paulo Branco aposentou o microfone  estatal no dia em lhe avisaram, durante uma festa de fim de governo, que no dia seguinte estaria desempregado e as rádios do interior do Paraná que transmitiam notícias do Palácio Iguaçu deixariam de ouvir o vozeirão do “locutor que vos fala”,já aposentado do serviço publico,pegou seu boné e tirou o time.
 Pensa que ele esquentou a mufa recoberta por cabelos brancos?
 Achou que sua missão estava cumprida, foi para casa, pensou com calma durante seis anos e, no dia 22 de março passado jogou no universo da internet um blog, sim, um blog (pbradialista.blogspot.com), porque este gaúcho de Passo Fundo é tri-moderno, tchê!, e começou a contar as suas histórias vividas em mais de cinco décadas de vida profissional. Ele estreou na Rádio Cultura de Erexim em 1952.
 Em Porto Alegre, onde trabalhou na Gaúcha, transmitiu até desfile de carnaval, onde a magia era enviar, pelo “éter”, situações, cores, cheiros, emoções, para o querido ouvinte viajar na imaginação.
 Em 1964 desembarcou em Curitiba para fazer parte do primeiro time da rádio Independência.
 Emprestou seu talento também à Atalaia, à Cidade e à Educativa, para onde foi no governo de Alvaro Dias. Saiu no de Lerner, mas isso é mais uma parte da história que ele relata em capítulos que deverão se transformar em livro.
 Ali, o relato de seu encontro com um ídolo, ganhará destaque.
 Durante a Segunda Guerra Mundial, ele se extasiava ao pé-do-rádio ao ouvir os relatos do correspondente Al Neto.
 Anos depois, foi escalado para entrevistá-lo. Aprendeu, então, uma das grandes lições profissionais de sua longa carreira.
 Antes de entrar no ar, ao vivo, conversou longamente com Neto.
Na realidade, relembra, perguntou tudo o que tinha curiosidade de saber.
 Quando a luz vermelha do estúdio se acendeu… Cadê a curiosidade que faz de uma entrevista feita entre quem tem talento e quem tem história?
O que foi ao ar ficou meio aguado, mas Branco nunca mais esqueceu a grande lição.
 Que passa agora no seu blog, a quem se interessa pela história do rádio no Paraná.
Valeu Zé Beto!.
Muito obrigado pela lembrança no seu Blog, de leitura obrigatória por todos que acompanham a política e notícias em geral do nosso cotidiano.
 É uma satisfação tê-lo como amigo e companheiro de tantas jornadas, ao lado de tantos outros, que ainda nos acompanham ou nos ajudam das plagas divinas.

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html