terça-feira, 4 de outubro de 2011

RECORDAR É VIVER (8)


A Rede de Rádios, vai e vem
Terminado o governo de Álvaro Dias, começa o de Roberto Requião (foto ao lado) e a Rede de Rádios (vide matérias "PB na Secretaria de Comunicação Social", neste Blog) estava desfeita.

Certo dia, o Fábio Campana (foto: homenageado pelo Instituto Ciência e Fé - http://www.cienciaefe.org.br/jornal/mai02/mt04.htm ) me chamou e pediu que fizesse um projeto para uma nova Rede.
Entreguei bem detalhado, e não se falou mais nisso.

Eis que passado algum tempo, o mesmo Fábio me informou que a tal Rede iria sair do papel, e solicitou um novo projeto. Foi aí que pensei: -"quebrei a cuca para fazer uma coisa bonita, e não saiu". Incrédulo, fui para a máquina e escrevi numa folha-ofício, como deveria ser a Rede. Tinha matutado: -" não vai sair mesmo, vou fazer só um resumo, vou simplificar".

Surpresa! O Fábio me delegou poderes para formar a Cadeia de Rádios, na qual seria apresentado "A Palavra Franca de Roberto Requião". E ainda, havia pressa. Foi uma correria danada, mas conseguímos as primeiras 50 emissoras, depois 100, e chegamos a mais de 200. Diariamente, às 07 horas da manhã, estava no Palácio para gravação do programa, com duração de 3 minutos.
Requião deixou o governo nove meses antes de seu término, para concorrer ao Senado, e assumiu o vice Mário Pereira.
A Rede continuou, mas num novo programa, que ficou no ar até o final do governo Mario Pereira (foto ao lado). Nesta altura, eu já estava aposentado do Estado.

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html