sexta-feira, 11 de novembro de 2011

FOME EXAGERADA


Essa síndrome é caracterizada por falta de apetite pela manhã, insônia e excesso de fome à noite.
Descrita em 1955, a síndrome está associada a períodos de estresse e acomete 1,5% da população geral.
Nas clínicas para tratamento de obesidade, no entanto, 12% dos pacientes apresentam esse tipo de queixa.
Entre os portadores de obesidade mórbida esse número chega a 26%.
Num estudo conduzido na Universidade de Pensilvânia, 10 pessoas com excesso de peso foram acompanhadas durante uma semana.
Os dados obtidos incluíam a relação dos alimentos ingeridos e o número de interrupções do sono durante a noite, detectado por sensores instalados na cama.
Comparados com o grupo controle, os obesos se alimentaram mais vezes por dia (9,3 versus 4,2 vezes), acordaram com maior freqüência durante a noite (3,6 versus 0,3) e consumiram proporção mais alta de calorias diárias no período das 8 da noite às seis da manhã (56% versus 15%).
Na Universidade de Tromsö, na Noruega, estudo semelhante demonstrou que nos portadores da síndrome da fome noturna, os níveis de melatonina e de lepitina são menores do que os do grupo controle.
Níveis mais baixos de melatonina podem explicar o padrão alterado da arquitetura do sono nos portadores da síndrome. Os níveis de lepitina na circulação durante o sono estão associados à supressão do apetite enquanto dormimos.
A fome exagerada durante a noite nos portadores da síndrome pode estar relacionada com a redução das concentrações de lepitina no sangue.
A administração de melatonina e lepitina ao deitar está sendo estudada no tratamento da síndrome.

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html