domingo, 14 de junho de 2015

Grandes radialistas e suas grandes gafes, por Donato Ramos

DO LIVRO “GRANDES RADIALISTAS E SUAS GRANDES GAFES”
DONATO RAMOS – FLORIANÓPOLIS SC
ESTE LIVRO
Não é uma crítica.
É um incentivo para aqueles que começam agora.
Verifica-se, aqui: até os radialistas consagrados pelos ouvintes, erraram e continuam errando.
Com o tempo, você erra menos, é verdade, mas sempre estará colaborando comigo pra que a série do Folclore da Imprensa não pare de ser editada!
Por isso, serei eternamente grato por vocês continuarem existindo, continuarem insistindo!
Donato Ramos
HOJE,
É uma simples notícia.
AMANHÃ,
Será História.
É o destaque do trabalho do Rádio na dinâmica do mundo!
O RÁDIO,
Desde o seu surgimento,
É a testemunha viva e atuante em todas as condições!
AH! O RÁDIO-TEATRO…!
O Diretor do Departamento (11 novelas diário, ao vivo, sem cores, sem gravações, gravador somente um Geloso com minifitas e que mais parecia brinquedinho de criança), era o hoje famoso na Rede Globo, ARY FONTOURA, estrela eterna do Rádio e Televisão do Brasil.
E eu ali, com os meus 19 anos, com pequena experiência em Paraguaçu Paulista, Paranavaí e Astorga, convivendo com a maior equipe de Rádio-Teatro jamais vista no Rádio, competindo com a grande PRB-2, Rádio Clube Paranaense.
Na Colombo brilhavam: José Wanderley Dias, Israel Carlos Correa, Ludovico Mikosz, Claudete Baroni, Claudia Mara, Ayrton Goulart, Hamilton Correa, Carlos Nogueira, Alcides Vasconcelos, Fritz Bassfeld, Wernier Araújo, José Vicente Gonçalves, Vinicius Coelho, Leal de Souza, Renato Mazaneck, Morais Fernandes, Pedro Washington de Almeida, Abel Scuissiato, Jair Brito, Maria Olívia, Zazá Maia, Jane Martins, Maurício Távora, Mauro Rafael, Irene Morais, Terezinha Mazarotto, Colbert Luiz Elias, Antônio “Edmundo” Soares, Antônio Fernando Zageski, Dulce Soares, Ivo Sant’Ana, Foguinho, Ariel, Sinval Martins, Didier Deslandes, Nilda Ferreira, Hélio Antônio, Agni Guimarães, João Mário, Lillian Simone, Vera Kelly, José Maria, Milton Teixeira, Roberto Menguini, Paulo Santos, Élcio José, César Navarro, Alexandre Lobo e mais uns quarenta do Departamento de Rádio Teatro e tantos, tantos outros meu Deus! Que tanta saudade plantaram na gente, que nos ensinaram, incentivaram e desapareceram das nossas vidas quando nós já havíamos aprendido até a agradecer o bem que nos fizeram.
Parece que foi ontem, porque a experiência conseguida não é nada comparada à incerteza da próxima atração que bem poderá ser dentro de trinta segundos.
Foram eles, HOMENS-FARÓIS dentro do nosso aprendizado. Foram eles que, continuadamente, ultrapassando a própria experiência, anteciparam os resultados e abriram novos horizontes àqueles que vieram depois.
LEMBRANÇAS…
… das novelas feitas ao vivo e das gafes normais, costumeiras as quais, em muitas ocasiões passavam desapercebidas dos ouvintes, porque ninguém dizia “perdão, ouvintes…”. Se o fizessem, aí sim, é que chamariam a atenção para o erro. Iam em frente e pouca gente percebia. A não ser “as mais cabeludas”.

No seu livro, o Donato cita uma série de gafes, muito engraçadas, e de gente muito conhecida e competente. Nós estamos neste mês de dezembro de 2009, presenciando a mostra no Cinevideo1 "Depoimentos Radialistas Paranaenses". Então, revendo amigos e amigas radialistas, lembramos nossas gafes, lembramos de saudosos radialistas com quem trabalhamos, e assim por diante. Então, vou postando um pouco de gafes, também neste espaço. Valeu!!!

Nenhum comentário:

FIQUE BEM INFORMADO.

Leia mais: Hoje é dia de que? Datas comemorativas • A arte da vida. Apon HP. Literatura para pensar e sentir http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html